Futebol

Rui Vitória: "Faltou-nos mais qualidade em certos momentos de jogo"

Rui Vitória: "Faltou-nos mais qualidade em certos momentos de jogo"

O treinador português dos russos do Spartak de Moscovo, Rui Vitória, reconheceu que a equipa cometeu erros e que não esteve bem na derrota caseira frente ao Benfica, na primeira mão da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões.

"Primeira parte mais equilibrada, contra um Benfica de qualidade. Na segunda parte, não entrámos bem, cometemos erros e o Benfica apanhou-se a ganhar. O resultado é o que é e resta-nos olhar para este jogo e perceber onde não tivemos tão bem", assinalou o técnico do emblema moscovita no final da partida.

No entanto, Rui Vitória não deita ainda a toalha ao chão e garante: "Vamos disputar esta eliminatória". "Está muito difícil. Faltou-nos mais qualidade em certos momentos de jogo, em que é preciso ter essa qualidade e ficar mais com a bola. Isto serve para irmos enriquecendo e irmos melhorando. Precisamos destes adversários difíceis", acrescentou.

E complementou: "Quando se sofre um golo acaba por quebrar-se essa determinação. Corrigimos um ou outro aspeto, era importante ter a baliza a zero e esperar pela nossa oportunidade. Não aconteceu, demos mais estabilidade ao Benfica e ficámos intranquilos. Os meus jogadores tiveram receio de ter a bola. Ainda nos falta este caminho, de jogar com equipas fortes. O Benfica é recheado de grandes jogadores, muito experientes e esse primeiro golo condicionou um bocadinho".

O treinador português comentou também a notícia avançada pela imprensa russa de que o diretor desportivo do clube, Dmitri Popov, apresentara a demissão ao intervalo do jogo, alegadamente por discordar da decisão da direção, presidida pelo milionário Leonid Fedun, de recusar a transferência de Gonzalo Montiel, do River Plate.

"Vou saber exatamente o que se passou, tem de ser uma conversa pessoal para saber exatamente quais são as razões. Ainda não sabendo isso, o que posso dizer é que é fundamental que um clube desta dimensão consiga ter estabilidade, e a estabilidade passa por haver continuidade de pessoas, passa por acreditarem todas umas nas outras e trabalharem em conjunto. Quanto mais instabilidade - entrada e saída de pessoas - houver, mais difícil fica para nós trabalhar. É fundamental haver uma estrutura forte por trás de uma equipa profissional, o conselho que posso dar ou o que quero e desejo é que essa estabilidade exista, porque fica mais fácil para toda a gente", referiu o técnico português.

Rui Vitória acrescentou ainda sobre o plantel: "As coisas estavam conversadas com o diretor desportivo, sobre as peças que achávamos necessárias, não vou dizer publicamente, mas é bom que saibamos que uma coisa é competir no campeonato nacional e outra dimensão é a Liga dos Campeões. Benfica é uma grande equipa, com jogadores titulares nas suas seleções, a jogar a nível muito elevado. Precisamos de fazer esse caminho, de ir evoluindo, dar jogos a estes jogadores mais jovens, faz parte do crescimento. São os jogadores que temos, é o plantel que tenho e até à data estou contente com ele".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG