Tóquio

Rússia acaba com domínio asiático no concurso masculino na ginástica artística

Rússia acaba com domínio asiático no concurso masculino na ginástica artística

O Comité Olímpico da Rússia conquistou, esta segunda-feira, o concurso completo masculino por equipas na ginástica artística de Tóquio 2020, colocando ponto final no domínio asiático nos Jogos Olímpicos.

Depois de três vitórias da China e duas do Japão, o conjunto da representação russa voltou a conquistar o título por equipas, 25 anos depois da última vitória, em Atlanta 1996.

Num concurso muito equilibrado e que atribuiu as primeiras medalhas em Tóquio, a vitória do Comité Olímpico da Rússia apenas foi confirmada no último exercício, terminando com 262,500 pontos, à frente do Japão (262,397), campeão olímpico no Rio 2016, e da China (261,894).

Com o mesmo quarteto - Nikita Nagornyy, Artur Dalaloyan, David Belyavskiy e Denis Abliazion -, o Comité Olímpico da Rússia já tinha sido campeão do mundo, confirmando agora em Tóquio uma possível mudança de ciclo.

Nagornyy acabou por dar o triunfo à Rússia com um derradeiro exercício de solo quase sem falhas, já depois de outro grande exercício de Daiki Hashimoto na barra, que tinha deixado o Japão provisoriamente na frente e afastado a China do título.

Com os três primeiros inalcançáveis, a Grã-Bretanha foi a primeira do resto na final, ao terminar no quarto lugar, com 255,760, seguida dos Estados Unidos (254,594), Suíça (250,927), Ucrânia (246,394) e Alemanha (238,495).

O Comité Olímpico da Rússia vai poder na terça-feira completar o 'pleno' nas provas por equipas, tendo para isso de bater as grandes dominadoras dos Estados Unidos, tal como fez nas qualificações.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG