Castigo

S. C. Braga recorre para o TAD e admite processar FPF e Liga

S. C. Braga recorre para o TAD e admite processar FPF e Liga

A SAD presidida por António Salvador, apurou o JN, vai recorrer para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) do castigo que lhe foi aplicado, esta quarta-feira, pelo Conselho de Discplina da Federação Portuguesa de Futebol.

Ainda de acordo com as informações recolhidas pelo nosso jornal, o castigo de um jogo à porta fechada e 19 mil euros de multa prende-se com a não cedência das imagens de videovigilância (CCTV) e refere-se a vários jogos desde 2019.

Pelo facto de não concordar com as circunstâncias que levaram a este castigo, o S. C. Braga admite, caso lhe seja dada razão pelo TAD, colocar um processo à Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e à Liga Portugal por danos e prejuízos de imagem.

Recorde-se que os jogos em casa do S. C. Braga são disputados no Estádio Municipal, pelo que a Câmara Municipal de Braga poderá estar implicada neste caso.

De qualquer forma, confiante de que o recurso não tem efeitos suspensivos, o S. C. Braga pretende cumpir o jogo de castigo à porta fechada já no próximo jogo do campeonato em casa, frente ao Portimonense, da 17.ª jornada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG