Braga

Salvador fala em "timing inesperado" mas Custódio está "pronto"

Salvador fala em "timing inesperado" mas Custódio está "pronto"

Custódio já foi apresentado no Braga e garante estar preparado para o desafio. António Salvador falou num "timing inesperado" e revelou que pretendia renovar contrato com Rúben Amorim.

Custódio é, oficialmente, o quarto treinador do Braga esta época - Abel Ferreira, Sá Pinto e Rúben Amorim já orientaram os minhotos esta época - e já pensa no jogo frente ao Portimonense. António Salvador, presidente dos arsenalistas, defende também que a concentração deve estar sempre no próximo jogo mas não deixa de aproveitar a apresentação de Custódio para defender uma mudança de regulamentos.

"Este é um momento marcante para ele e para todos nós. Significa mais um passo e desafio que agarrámos com a motivação e ambição de sempre. Não posso nem devo ignorar que é um timing inesperado. As ocorrências dos últimos dias devem motivar uma reflexão desportiva e ética. O Braga foi surpreendido com um movimento de um clube, curiosamente aquele que o persegue na tabela. Que à luz dos regulamentos conseguiu assegurar o nosso treinador. Percebo quem argumenta que situações destas podem desvirtuar as competições e quem lembra o exemplo da Liga espanhola, onde tal contratação não seria possível. Defendo um debate alargado sobre o futebol. As pessoas são importantes, mas acima delas está sempre a instituição", começou por dizer.

António Salvador revelou ainda que Rúben Amorim, treinador da equipa principal desde dezembro, foi "muito correto" durante todo o processo de negociação e que estava nos planos do Braga renovar contrato com o agora técnico do Sporting,

"O Frederico Varandas pediu uma reunião comigo depois do regresso de Glasgow [após o jogo do Braga para a primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa que os minhotos perderam por 3-2]. Até pensei que fosse por outro assunto e fiquei surpreendido quando me disse que queria contratar o Rúben Amorim. Pôs condições em cima da mesa, uma determinada verba e dois jogadores, mais uma percentagem do passe do João Palhinha. Disse-lhe que não queria negociar de maneira nenhuma", começou por explicar, contando ainda uma conversa com Rúben Amorim.

"Um dia chamei o Rúben e fui claro com ele: 'não quero que saias. Tenho visto a notícia a dizer que o Silas vai embora e que vais ser o treinador do Sporting. Quero que fique claro que o Braga não vai negociar nada com o Sporting e o Braga quer renovar contigo e está disposto a ver as condições salariais. Mas se houver vontade tua de saíres, a única solução é o Sporting pagar os 10 milhões e depois decides o que queres fazer'. O Rúben compreendeu e foi muito correto. É uma frustração ter de fazer equipas e contratar tantos treinadores, prepará-los para treinar a concorrência e grandes clubes europeus. Mas, ao mesmo tempo, é gratificante".

PUB

Custódio: "Espero dar uma boa resposta"

Resolvido o assunto Rúben Amorim, começou esta quinta-feira uma nova era nos guerreiros do Minho: Custódio, ex-internacional português de 36 anos, assume agora a equipa principal depois de uma passagem pelos sub-17. Assinou contrato de dois anos e meio e garante estar "pronto" para o desafio.

"Espero começar amanhã a dar uma boa resposta no jogo frente ao Portimonense. As coisas aconteceram muito rápido mas já estamos a pensar no jogo e no que temos de fazer. Pressão? Tenho, porque nestes dois últimos dias não consegui dar atenção aos meus filhos e à minha família. Um treinador será sempre julgado pelos resultados, mas estamos prontos para isso. Já estive daquele lado, sei que o futebol é jogado por seres humanos. É isso que valorizo. Jogadores felizes interpretarão muito melhor as ideias e vão jogar um futebol, alegre e bonito e perto de todos os parâmetros que o Braga exige", afirmou.

Rúben Amorim, de 35 anos, chegou ao comando técnico da equipa principal do Braga em dezembro, depois de uma passagem pela equipa B dos minhotos. O sucesso foi imediato: em 13 jogos, somou 10 triunfos e conquistou uma Taça da Liga depois de ter vencido Sporting (meias-finais) e F. C. Porto (final), seguindo-se vitórias frente aos três grandes na Liga.

Esta quinta-feira, em comunicado à CMVM, o Sporting oficializou a contratação do treinador, confirmando o pagamento dos 10 milhões de euros da cláusula de rescisão ao Braga. Valor esse que torna Rúben Amorim o terceiro treinador mais caro do mundo, apenas atrás de Brendan Rogers - que custou 10,5 milhões ao Leicester em 2018/19 - e André Villas-Boas, que rendeu 15 milhões de euros ao F. C. Porto na altura em que assumiu o Chelsea em 2011.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG