Jogos do Mediterrâneo

Secretário de Estado leva "dividendos" de Oran 2022

Secretário de Estado leva "dividendos" de Oran 2022

João Paulo Correia esteve com a missão portuguesa nos Jogos do Mediterrâneo e almoçou com a comitiva.

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto disse esta terça-feira, antes de regressar a Portugal, que leva "dividendos" do contacto com a missão portuguesa nos Jogos do Mediterrâneo Oran2022, tendo falado sobre o estado do setor no país.

"Governar com proximidade e partilhar as experiências com quem está no terreno, dirige as modalidades, com os atletas, é algo essencial para se tomar decisões políticas. Retiro daqui esses dividendos e julgo que construímos mais um avanço naquilo que pretendemos para o desporto português e para o alto rendimento", explicou João Paulo Correia aos jornalistas, na Vila Mediterrânea, no dia em que terminou a visita à missão.

Correia almoçou com os atletas, membros de equipa técnica e dirigentes, incluindo o presidente do Comité Olímpico de Portugal (COP), José Manuel Constantino, no seio da Vila.

Questionado sobre que balanço faz da visita, tendo assistido às duas medalhas no ténis de mesa, prata em masculinos e bronze em femininos, o governante explicou que espera que os atletas, muitos deles a estrearem-se em competições multidesportivas internacionais, "retirem o máximo da experiência".

"Muitos chegarão aos Jogos Olímpicos, mas esta experiência é essencial para prosseguirem o seu percurso no alto rendimento e atingirem o topo do alto rendimento", declarou.

Pediu aos atletas "o máximo de empenho" na representação do país e "isso tem acontecido". "É com orgulho que vejo que temos aqui uma geração que vai dar muitas alegrias ao desporto português", referiu.

PUB

João Paulo Correia viveu aqui "uma experiência única, essencial para tomar decisões para o futuro", e salientou a importância de "estar no terreno, contactar com federações desportivas, dirigentes, atletas", para perceber "problemas e dificuldades".

"O desporto tem uma grande ambição, a aposta no alto rendimento é uma das prioridades do Governo. Precisamos dos contributos das modalidades", completou.

Os Jogos do Mediterrâneo Oran2022 arrancaram no sábado e decorrem até 06 de julho, com mais de três mil atletas de 26 países diferentes, incluindo 159 portugueses em 20 disciplinas.

Entre o contingente luso estão vários atletas olímpicos, como Evelise Veiga, Cátia Azevedo, Vera Barbosa, Tsanko Arnaudov, Tiago Pereira, Lorene Bazolo e Liliana Cá, a ginasta Filipa Martins, os atiradores Joana Castelão, Sara Antunes, João Costa e João Paulo Azevedo, os nadadores Ana Catarina Monteiro, Francisco Santos, Ana Rodrigues, Gabriel Lopes, Alexis Santos e Tamila Holub ou também os mesatenistas Jieni Shao e João Monteiro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG