Futebol

Seleção feminina em 17.º lugar do ranking da UEFA

Seleção feminina em 17.º lugar do ranking da UEFA

A seleção portuguesa de futebol feminino ascendeu esta quinta-feira ao 17.º do ranking da UEFA, em vésperas de conhecer a adversária no play-off de acesso ao Europeu de 2022.

Depois de concluída a fase de grupos de acesso à prova marcada para Inglaterra, de 6 a 31 de julho de 2022, Portugal, que somou seis vitórias, um empate e uma derrota (10-2 em golos) no Grupo 6, sendo segundo colocado, tem um coeficiente de 28,937 pontos.

Em relação ao ranking do final de 2019, a formação das quinas ultrapassou País de Gales, Ucrânia e República Checa.

Nestas contas, entram os resultados nas qualificações e fase final do Europeu de 2017 (valem 20%) e do Mundial de 2019 (40%) e ainda os resultados da qualificação para o próximo Europeu (40%), que passou de 2021 para 2022 devido à pandemia de covid-19.

Portugal marcou presença no Europeu de 2017, depois de bater a Roménia no play-off, falhou o Mundial de 2019 e está agora no play-off de acesso ao Europeu de 2022, juntamente com Rússia, Irlanda do Norte, Ucrânia, República Checa e Suíça.

No ranking da UEFA, a Suíça (11.ª) e Rússia (15.ª) são as únicas seleções presentes no play-off que aparecem à frente da formação de Francisco Neto, ao contrário de República Checa (19.ª), Ucrânia (20.ª) e Irlanda do Norte (27.ª).

Nas contas do ranking da FIFA, cuja última atualização data de 18 de dezembro de 2020, Portugal, que é 30.º, apenas prevalece em relação à Irlanda do Norte (49.ª), estando atrás de Suíça (19.ª), Rússia (23.ª), Ucrânia (24.ª) e República Checa (27.ª).

PUB

O play-off, cujo sorteio, sem cabeças de série, está marcado para sexta-feira, em Nyon, na Suíça, pelas 11 horas, disputa-se entre 7 e 13 de abril, com eliminatórias a duas mãos.

A fase final do Europeu de 2022 realiza-se em Inglaterra, de 6 a 31 de julho, e, além da seleção anfitriã, já se qualificaram Holanda, Dinamarca, Noruega, Espanha, Finlândia, Suécia, França, Bélgica, Alemanha, Islândia, Áustria e Itália.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG