F. C. Porto

Sérgio Conceição: "Com entusiasmo e não com euforia"

Sérgio Conceição: "Com entusiasmo e não com euforia"

O treinador do F. C. Porto fez a antevisão do clássico de sábado com o Benfica, num jogo em que os dragões só precisam de um ponto para selarem a conquista do título nacional. Apesar da importância do momento, Sérgio Conceição garantiu que a preparação foi igual e lembrou que o rival quer deixar uma boa imagem, num duelo em que "a emoção raramente tem a ver com os pontos em disputa".

"Nós preparamos o jogo com entusiasmo e não com euforia. São coisas diferentes. Analisámos o Benfica em vários contextos e competições, mas não podemos adivinhar a estratégia do adversário e, por isso, vamos olhar para a nossa tarefa. É um jogo importante, como todos os outros que passaram", afirmou Sérgio Conceição, esta sexta-feira, tirando carga dramática à visita de sábado a Lisboa.

"Vale três pontos importantes e pode ser um passo decisivo no nosso principal objetivo. O Benfica, não tendo nada em jogo, e os seus adeptos estão sempre muito empenhados. É um clube grande, que vive de títulos, e quer deixar uma boa imagem aos seus adeptos. Dentro de um clássico, há sempre esse lado emocional e raramente tem a ver com pontos", defendeu, reconhecendo que o encontro na Luz vai passar por vários momentos diferentes.

"Não podemos adivinhar a postura do Benfica. Pode optar por um bloco mais baixo ou uma postura mais agressiva, mas isso também depende do que nós fizermos para levar o jogo no caminho que queremos. De certeza que vai haver momentos em que Benfica vai estar por cima, outros em que estaremos nós. Quando tivermos de sofrer um bocadinho mais, devemos saber o que fazer e como aproveitar isso", referiu o treinador dos dragões.

Questionado se um título conquistado na Luz traz algo especial a técnicos e jogadores, Conceição destacou o centro de treinos, no Olival: "O espaço mais importante, onde se ganham os campeonatos, é onde se trabalha diariamente. Temos de frisar o Olival e todas as pessoas que trabalham aqui. O objetivo ainda não está conquistado: os campeonatos ganham-se nos 17 campos diferentes onde jogamos e no Dragão. Temos sempre o mesmo intuito em todos os campos"

Com o melhor marcador do campeonato, o benfiquista Darwin, a jogar muitas vezes descaído na ala esquerda do ataque, Conceição foi questionado se pondera voltar a apostar em João Mário a defesa direito, prescindindo de Pepê e o técnico aproveitou para destacar as outras armas dos encarnados.

"Estamos atentos aos pontos fortes do Benfica. O Darwin, mesmo jogando na frente, parte muitas vezes da esquerda. É uma característica, mas não podemos esquecer que o Benfica fez três golos fora contra uma equipa fortíssima [ndr: Liverpool], fez uma Champions acima da média, vem de resultados positivos e tem individualidades que podem fazer a diferença", começou por dizer Conceição, antes de destacar a evolução do extremo brasileiro desde que chegou à Invicta.

PUB

"Jogou muitas vezes na frente, como ala, às vezes por dentro. Não foi só o Pepê que cresceu: quem chega ao F. C. Porto tem o seu tempo de adaptação e entra quando eu entendo. O Pepê evoluiu muito, na adaptação ao futebol europeu, mas continua em evolução constante. Como lateral, a defender, ainda comete alguns erros, mas quando achávamos que era um ala com debilidades e agora joga a lateral, imaginem a evolução".

Quem deve voltar ao onze, após lesão, é Matheus Uribe, com o treinador a fazer questão de garantir que tem a mesma confiança em todos os jogadores que podem desempenhar a missão mais defensiva no meio-campo portista.

"O Marko [Grujic] e o Mahteus [Uribe] são jogadores diferentes, mas não muito. O Vitinha não tem de ganhar outra dimensão porque joga com determinado colega ao lado. Claro que uma equipa é feita de relações entre jogadores de setores diferentes, é importante que se conheçam. O Matheus tem mais jogo com o Vitinha, mas tenho confiança total no Eustaquio, no Marko e em todos os jogadores".

Sobre o facto de todas as finais europeias terem jogadores que passaram no F. C. Porto, Conceição mostrou-se satisfeito, mas... "Fico sempre contente quando portugueses chegaram a finais europeias, mas estou triste por não estar na final da Liga Europa", finalizou.

O F. C Porto, líder do campeonato com 85 pontos, joga no sábado com o Benfica, terceiro, com 71, numa partida agendada para as 18 horas, no Estádio da Luz, que terá arbitragem de Luís Godinho, da Associação de Futebol de Évora.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG