F. C. Porto

Sérgio Conceição fala em "falta de atitude"

Sérgio Conceição fala em "falta de atitude"

Treinador do F. C. Porto assume culpas no mau momento da equipa e diz que esteve "até às três da manhã" a dissecar a derrota com o Braga

A antevisão do jogo deste sábado com o Gil Vicente, no qual o F. C. Porto tentará voltar às vitórias, depois do empate da jornada anterior com o Sporting, foi ainda marcada pela eliminação dos dragões da Taça de Portugal, na sequência do desaire da passada quarta-feira com o Braga (2-3).

"Foi um jogo muito mau para nós e estive até às três da manhã a dissecá-lo. Como já disse, não é um jogo para esquecer, mas para lembrar. Tenho de olhar para o que não fizemos bem porque não é possível, numa meia-final, cometer os erros que nós cometemos. Fico muito aziado se falta qualquer tipo de atitude e de compromisso aos jogadores. Quando falta isso, falta tudo. Eu tenho a minha quota parte de culpa no cartório. Sou eu que escolho os jogadores e sou eu que tenho de os motivar. Se tiver de fazer o pino ou de me despir perante os jogadores, faço isso... Quero é que eles entrem bem", disse Sérgio Conceição.

Sobre a partida de Barcelos, o técnico portista referiu que "será difícil não fazer melhor" do que o que o F. C. Porto fez no jogo passado. "Há que trabalhar em cima dos erros para jogarmos melhor. Não podemos dizer que está tudo bem, nem que está tudo mal. Temos de olhar para as nossas fragilidades, mas também para as muitas coisas boas que já fizemos. Temos um grupo com maturidade e eu, como treinador, assumo sempre as responsabilidades quando as coisas não correm bem. Este é um mau momento, mas também não podemos esquecer os quase quatro anos que tivemos até aqui", afirmou, revelando que o central Mbemba, lesionado, não estará disponível para defrontar o Gil Vicente, nem, provavelmente, a Juventus na próxima semana.

Em relação à situação atual do campeonato, com o F. C. Porto no terceiro lugar, a um ponto do Braga e a 10 do líder Sporting, Conceição considera que "não há missões impossíveis" e que a luta dos dragões não se circunscreve ao segundo posto, que dá acesso direto à próxima Liga dos Campeões: "Temos de ir à procura dos três pontos em cada jogo do campeonato, com determinação. Tudo é possível e já vi muita coisa no futebol. Estou convicto de que vamos dar luta. Não olhamos para o segundo lugar, mas para o primeiro. Claro que temos de ultrapassar o segundo e neste momento isso é o mais importante".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG