F. C. Porto

Sérgio Conceição faz reparo a Fábio Vieira e agradece aos adeptos

Sérgio Conceição faz reparo a Fábio Vieira e agradece aos adeptos

Após o triunfo sobre o Olympiacos, em jogo da segunda jornada da Liga dos Campeões, Sérgio Conceição deu os parabéns aos jogadores, mas ainda deixou um reparo a Fábio Vieira, jovem da formação do Olival que, aos 20 anos, estreou-se a marcar no principal torneio de clubes da UEFA, abrindo o ativo

"Na primeira parte tivemos o golo e mais uma ou outra situação na área adversária, em que podíamos ter definido melhor. Defensivamente fomos consistentes, apesar de não termos estado tão bem numa ou outra situação de pressão mais alta, também devido a um elemento que eu queria que estivesse muito em jogo, que é o Fábio Vieira, mas que no processo defensivo tem mais dificuldades do que outros médios", analisou o treinador do F. C. Porto.

"Na segunda parte, deu-se o normal aparecimento do Olympiacos, apareceu mais forte, a querer chegar ao empate, mas nós defendemos com muita segurança. Creio que as mexidas foram felizes, chegamos ao segundo golo de forma merecida e o resultado é justíssimo".

Sérgio Conceição não escondeu que a equipa de Pedro Martins causou algumas dificuldades, enaltecendo, porém, a importância do trabalho dos jogadores portistas: "Sabíamos que Olympiacos estava mais fresco do que nós. Tínhamos de ser inteligentes em termos estratégicos e perceber o que o jogo estava a pedir. Os jogadores deram uma resposta fantástica. Mais uma vez, os jogadores e as equipas portuguesas mostraram que têm qualidade. Quero realçar o trabalho dos meus jogadores. Parabéns a eles".

Por fim, o treinador do F. C. Porto deixou uma palavra aos adeptos, que voltaram às bancadas do Estádio do Dragão pela primeira vez no pós-confinamento, embora em número reduzido: "Os adeptos foram muito importantes. Entrei cedo no estádio, ainda estavam poucos adeptos, mas os que estiveram aqui deram o calor das 45 mil pessoas que costumam vir ao Dragão, quando o estádio está mais composto. O meu agradecimento às pessoas que vieram aqui com um tempo não muito bom e dentro de uma realidade muito difícil para toda a sociedade. Vieram com uma paixão enorme para ajudar a equipa".

Quem também falou na entrevista rápida de final de jogo, transmitida pela TVI 24, foi um dos heróis da partida, Fábio Vieira. "É um sentimento fantástico, trabalhei muito para isto. Foi o meu primeiro golo na Champions, mas o mais importante foi a vitória da equipa num jogo muito difícil. Sinto-me muito bem, trabalho no máximo das minhas capacidades para merecer oportunidades. Dei tudo pela equipa", afirmou o criativo, de 20 anos.

Outras Notícias