Desporto

Sérgio Conceição quer Braga entre os quatro primeiros lugares

Sérgio Conceição quer Braga entre os quatro primeiros lugares

Sérgio Conceição foi, esta segunda-feira, apresentado como novo treinador do Sporting de Braga para as próximas duas temporadas e afirmou querer ficar entre os primeiros quatro lugares da I Liga de futebol.

O ex-técnico da Académica traz de Coimbra a restante equipa técnica: Jorge Rosário e Siramane Dembelé serão os seus adjuntos, Vítor Bruno o preparador físico, Diamantino Figueiredo será o novo treinador de guarda-redes e Ricardo Paiva chega para o gabinete de observação.

Sérgio Conceição começou a conferência de imprensa a deixar uma palavra à Académica, agradeceu depois a "confiança" do presidente "arsenalista", António Salvador, e prometeu "fazer o máximo" para atingir os "melhores resultados possíveis", o que terá que passar por "máxima determinação, trabalho, dedicação, exigência e rigor".

"Este é um desafio fantástico, diferente, e estou aqui com muito orgulho. Este foi sempre um clube pelo qual tive muito apreço, não só por me identificar com o presidente, mas pela sua ascensão nos últimos anos", disse.

Quanto a objetivos, o treinador disse que estão "dentro daquilo que são os objetivos dos outros grandes em Portugal: lutar por ganhar cada jogo e isso coincide com os quatro primeiros lugares".

Para Conceição é ainda "uma ambição do clube as taças da Liga e de Portugal, até porque não participa nas competições europeias".

António Salvador acrescentou depois: "lutar pelos quatro primeiros lugares, do primeiro ao quarto, mas para isso é preciso que um conjunto de fatores se conjugue".

Sérgio Conceição considerou que o facto de, na próxima época, o Braga não participar nas competições europeias poderá facilitar, mas lamentou essa ausência "porque fazem falta a um clube como o Braga e é bom para os jogadores".

"A questão do cansaço é uma desculpa quando as coisas não nos correm bem: eu joguei sempre domingo, quarta-feira, domingo e não era por isso que me sentia mais cansado ou que os objetivos não eram conseguidos", disse.

Sérgio Conceição, de 39 anos, disse ter a "sensação" de que vai "ter a mesma carreira como treinador como teve como jogador".

"Com uma grande vontade e querer, acreditando muito no meu trabalho e nos que me acompanham. A verdade é que depois de três anos cheguei a um clube de top em Portugal e já com alguma visibilidade na Europa", referiu.

António Salvador não confirmou que Nuno Espírito Santo tenha sido uma hipótese e disse que depois de uma conversa com Sérgio Conceição dissipou todas as poucas dúvidas que tinha.

"Este é um momento particularmente feliz, é uma viragem de um ciclo depois de uma época difícil, com um treinador à imagem do clube, com ambição, garra e dedicação, e é com ele que queremos voltar a vencer. Acredito que o Sérgio Conceição vai ter sucesso e ser um dos melhores treinadores portugueses", disse.