F. C. Porto

Sérgio Conceição: "Sabemos das dificuldades, mas vamos com tudo"

Sérgio Conceição: "Sabemos das dificuldades, mas vamos com tudo"

Treinador acredita na qualificação frente à Juventus. Mbemba está recuperado, Pepe e Corona continuam em dúvida

O F. C. Porto está em vantagem na eliminatória (2-1), mas a margem é muito curta, até porque pela frente está a Juventus, de Cristiano Ronaldo. Sérgio Conceição acredita numa noite à... F. C. Porto. "Encaramos este jogo como encarámos o último em Barcelos. Num clube como o F. C. Porto, o melhor resultado será sempre a vitória. Vi o último jogo da Juventus e a forma como venceram a Lázio, que é para mim uma equipa com nível de Champions. O Cuadrado já jogou, o Artur também e são jogadores que aparecem mais frescos. O Artur custou só 72 milhões, o que comparando com as nossas compras são três ou quatro vezes mais. A Juventus esteve recentemente em finais, sabemos das dificuldades, mas vamos com tudo", fez notar o técnico portista.

O 12.º jogador, o público, tem estado afastado dos estádios, devido à pandemia, mas Sérgio Conceição não sente a necessidade de receber manifestações extra de apoio, porque os adeptos por si só já passam essa energia. "Essa paixão, essa energia, sente-se quando vou à rua, ao supermercado, ou quando estou a correr. Já contei a história que há algum tempo eu ia a correr e um adepto disse-me que ainda lhe devia um campeonato. Já ganhei dois, mas devo-lhe um, é verdade. As pessoas também dizem logo que é para ganhar e só depois dizem bom dia. Por isso, não necessitamos de manifestações extra de apoio, porque os adeptos estão sempre connosco e isso sente-se", explicou, em resposta à pergunta feita pelo JN, onde foi sugerido que os adeptos poderiam colocar bandeira ou cachecóis do F. C. Porto à janela, como forma de apoio, a fazer lembrar Scolari quando pediu aos portugueses para colocar as bandeiras de Portugal, no Euro 2004.

Sérgio Conceição já vai contar com Mbemba, mas Pepe e Corona são um ponto de interrogação: "O Mbemba já treinou. O Pepe e Corona são mesmo dúvida até à hora do jogo, vamos ver a evolução".

O técnico regressa a Itália, onde defendeu as cores da Lázio, Parma e Inter, e voltou a reconhecer que o país lhe traz boas sensações. "Foi um país fantástico na minha carreira. Por acaso estreei-me contra a Juventus, em Turim, em 1998", lembrou, agradecendo a ajuda que veio da sala, já que alguém salientou que o técnico marcou o golo da vitória (1-2) nesse jogo, que valeu a Supertaça à Lázio.

Taremi confiante

O avançado iraniano também abordou a partida de Turim. "Cada jogo tem a sua história, o treinador fez um bom plano de jogo e só pensamos em ganhar. Num clube como o F. C. Porto não se pensa de outra forma. Espero ajudar a equipa, marcando ou não. O importante é a equipa conseguir o objetivo".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG