Futebol

Sérgio Conceição: "Se aposto nos jovens é porque têm qualidade, não faço favores"

Sérgio Conceição: "Se aposto nos jovens é porque têm qualidade, não faço favores"

Sérgio Conceição abordou, este sábado, a aposta na formação do F. C. Porto e deu mérito a Bruno Lage pelo título conquistado na época passada.

A equipa principal do F. C. Porto tem contado como nomes da formação no plantel principal - Fábio Silva, que até já quebrou recordes, é um dos nomes mais sonantes - mas Sérgio Conceição lembrou, este sábado, que esta época não tem sido caso único e recordou casos de quando era treinador do Vitória de Guimarães.

"Já lancei vários jogadores na minha carreira. No Vitória de Guimarães chamei o Raphinha, o Tyler Boyd, o Xande Silva, Miguel Silva... Há muitos jovens em quem apostei por mérito. A forma como olho para os jogadores, tenham 17 ou 37, é pela qualidade. Não faço favores a ninguém no sentido de ser mais bonito ou melhor para a imagem do treinador. Se estão lá, é porque têm qualidade. Diogo Leite? Poderá jogar em breve. E já jogou. Tem muita qualidade, assim como o Diogo Queirós, que está emprestado. São jovens que têm qualidade para jogar", começou por dizer em entrevista ao Canal 11.

O treinador dos azuis e brancos tem sido uma das vozes mais críticas relativamente ao tempo de jogo e deixou uma sugestão: aumentar o tempo de compensação se necessário for.

"O nosso campeonato é dos mais baixos em termos de tempo útil de jogo. Venha o primeiro jogador que diga que eu mandei meter a bola fora e cair. Até posso perceber que seja estratégia, mas os árbitros têm que estar preparados para poder dar 10, 15 ou 20 minutos. Era importante que esse tempo que não se joga fosse compensado. Através do cronómetro, por exemplo. Há muitos treinadores que defendem isso. Treinadores de elite. E tem lógica. Eu mandei contar cada vez que há uma reposição de um guarda-redes adversário aqui em nossa casa. São 30 ou 40 segundos perdidos. É muito tempo perdido. Em Paços de Ferreira, há duas épocas, e o Marítimo, esta época, foram inacreditáveis", acrescentou.

Sérgio Conceição recordou, ainda, o campeonato da época passada, ganho pelo Benfica. O treinador dos dragões lembrou "lances mal avaliados" e deu mérito ao trabalho de Bruno Lage nos encarnados.

"Sabemos que lutámos contra um rival forte. Forte em tudo o que envolve o futebol... Não esquecemos como perdemos o campeonato o ano passado. Em Alvalade havia uma expulsão para o Bruno Fernandes. Contra o Vitória de Guimarães tivemos três bolas no ferro e um golo que acho que foi mal anulado. No jogo de Moreira de Cónegos, em que empatámos, houve uma ou outra decisão que não foi a melhor. Demérito nosso? Houve. A começar por mim. Mérito do adversário, houve. A começar pelo Bruno Lage. E depois houve uma grande fatia que foi decidida por lances mal avaliados. Lembro-me da Vila da Feira, de Vila do Conde, de Braga... Não vi ninguém justificar o que quer que fosse, como já vi este ano o senhor Vasco justificar-se", concluiu.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG