F. C. Porto

Sérgio Conceição: "Tenho a pressão de ser bom pai, filho e irmão"

Sérgio Conceição: "Tenho a pressão de ser bom pai, filho e irmão"

Na projeção ao jogo com o Santa Clara, esta segunda-feira, nos Açores, Sérgio Conceição apontou o foco às 12 finais que restam até ao fim do campeonato.

A eliminação na Liga Europa, com o Leverkusen, já lá vai e há dois objetivos a perseguir até final da época: Liga e Taça de Portugal. "O Santa Clara é uma equipa que não tem sido muito falada, mas tem mais dois pontos que a época passada e, sob o comando do João [Henriques] tem feito uma época regular. Não sofre muito golos e nos últimos cinco jogos teve quatro vitórias", fez notar o técnico portista, que foi confrontado com o estado do relvado: "Vamos ver como está, penso que foi considerado o pior da Liga, mas não pode haver desculpas. Queremos ganhar o jogo".

Os dragões mudam o chip, depois das provas europeias, e Conceição sente a mesma pressão desde o primeiro dia. "Pressão maior? Tenho a pressão de ser bom pai, filho e irmão. Estou sempre pressionado a ter os melhores comportamentos. Quando entro aqui [Olival] estou obrigado a dar o meu melhor. Faz parte daquilo que é a vida, o trabalho, e quem não se sente pressionado instala-se e isso não é muito benéfico. Já disse que gosto da pressão e estes jogos são finais para nós. Temos 12 finais e depois mais uma [a final da Taça]", lembrou o técnico.

O plantel perdeu Saravia, que foi cedido ao Internacional de Porto Alegre, e Conceição desejou felicidades ao argentino: "É um ser humano fantástico, muito acarinhado pelo grupo. Faz parte dos quadros do clube e era importante ter mais minutos, pois vai ter em breve uma competição pela seleção".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG