Futebol

Sérgio Conceição: "Tenho um grupo sério e assumo a responsabilidade"

Sérgio Conceição: "Tenho um grupo sério e assumo a responsabilidade"

No rescaldo da derrota frente ao Braga, Sérgio Conceição definiu o jogo "ingrato" e considerou que, em alguns momentos, o F. C. Porto jogou "mais com o coração do que com a inteligência".

O Braga quebrou, esta sexta-feira, o enguiço no Dragão e voltou a vencer em casa do F. C. Porto 15 anos depois. Num jogo em que os azuis e brancos desperdiçaram duas grandes penalidades, Sérgio Conceição definiu o encontro como "ingrato" e assumiu que os dragões não entraram bem no jogo.

"Acho que foi um jogo ingrato. O golo surge de um canto que aparece do nada. Entretanto, sofremos o golo, fomos atrás do resultado. Penso que até aos 15/20 minutos custou-nos a encaixar na forma e na dinâmica do Braga. A partir daí, fomos superiores até aos 85 minutos, com dois penáltis falhados e, mesmo depois disso, com caráter à procura de fazer golo. Também tivemos situações em que podíamos ter concluído melhor. Num outro canto sofrer outro golo... é um jogo ingrato para nós", começou por dizer o treinador do F. C. Porto, sublinhando a superioridade da equipa na segunda parte.

"Optámos por baixar um dos nossos médios, o Danilo, para apanhar os laterais do Sp. Braga mais altos com os nossos laterais. Após 15 minutos, fizemos isso bem e criámos apuros ao Braga, para além do penálti. A segunda parte é toda nossa, mas houve o canto que deu o golo. Tivemos muita infelicidade, num jogo ingrato. Não merecíamos perder pontos, o empate já era curto. Todos estamos insatisfeitos. Acabou a primeira volta e vamos por uma segunda em que não podemos cometer deslizes", acrescentou.

Em caso de vitória do Benfica em Alvalade, frente ao Sporting, o Benfica pode ficar com sete pontos de vantagem em relação ao F. C. Porto. Ainda assim, Sérgio Conceição garantiu "não estar preocupado" com o dérbi lisboeta mas sim com a própria equipa.

"Dérbi? Estamos preocupados connosco. Resultados dos rivais são importantes, mas o foco é em nós. O que disse na roda? Sou eu o treinador, sou eu o culpado, as consequências são sempre para mim. Eles deram o máximo. A equipa teve uma alma enorme, houve momentos em que agimos mais com coração do que com inteligência. Tenho um grupo muito sério e assumo a responsabilidade", concluiu.

O F. C. Porto perdeu (1-2), esta sexta-feira, frente ao Braga no Dragão na 17.ª jornada da Liga. Aos seis minutos, Fransérgio inaugurou o marcador. O árbitro auxiliar marcou fora de jogo mas, depois de ver as imagens, Carlos Xistra validou o tento. Ainda na primeira parte, Alex Telles falhou uma grande penalidade. Na segunda metade, foi a vez de Soares falhar um penálti mas, pouco depois, fez o empate. Paulinho, ao minuto 75, selou o resultado.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG