Premium

Solução à vista no caso da jogadora muçulmana impedida de jogar

Solução à vista no caso da jogadora muçulmana impedida de jogar

Representantes do Clube de Basquetebol de Tavira e da autarquia local vão reunir-se, esta sexta-feira à noite, com o deputado Luís Graça (PS), para fazer um ponto de situação sobre o caso que envolve a jovem basquetebolista paquistanesa Fatima Habib, divulgado pelo JN.

O encontro, que decorrerá em Tavira, servirá para o deputado eleito pelo círculo de Faro manifestar "solidariedade" ao clube algarvio e ajudar a encontrar soluções que aproximem as partes em conflito (clube e Associação de Basquetebol do Algarve), de forma que Fatima Habib continue a jogar.

O caso, recorde-se, foi espoletado após a jogadora, de 13 anos, ter sido impedida de participar num jogo do regional de sub-16, disputado no último fim de semana com o Imortal, por querer atuar de acordo com princípios muçulmanos: camisola e calças pretas por baixo do equipamento e um lenço na cabeça. O que a equipa de arbitragem não permitiu.