Basquetebol

Sporting bate Imortal e conquista Taça pela sétima vez

Sporting bate Imortal e conquista Taça pela sétima vez

O Sporting revalidou, este domingo, a Taça de Portugal de basquetebol, ao vencer na final o Imortal por 83-59, no Centro de Desportos e Congressos de Matosinhos.

Os leões, que nas meias deixaram pelo caminho o F. C. Porto, conquistaram assim pela sétima vez o troféu, numa final inédita, que contou com a estreia dos algarvios nesta fase da prova. O Imortal deixou pelo caminho o Benfica na meia-final.

A equipa algarvia até entrou bem no encontro, com a primeira ação de um triplo, de António Monteiro, a dar mote a um parcial de 7-0.

A equipa do Algarve mostrava-se muito organizada a nível defensivo e com uma eficácia ofensiva que lhe permitia liderar os primeiros minutos do período sem grandes dificuldades.

No entanto, e depois de uns ajustes de Luís Magalhães na equipa, o Sporting conseguiu responder da melhor forma à mobilidade do Imortal, num jogo menos tático do que é habitual.

O equilíbrio passou a ser evidente, até mesmo no resultado, que, no final dos primeiros 10 minutos, terminava com um empate 20-20.

A partir daí, a experiência dos sportinguistas acabou por ser decisiva para o resto do encontro. O Sporting passou para a frente e não voltou a sair. Shakir Smith, melhor marcador da partida, fez a diferença, com uma eficácia ofensiva elevada e que permitiu aos leões começarem a construir um resultado confortável.

PUB

Após o intervalo, entendeu-se que o Imortal não iria conseguir recuperar. Os argumentos, comparativamente com os primeiros 10 minutos, mudaram por completo. Os jogadores mais influentes disponíveis do Imortal acusavam muito cansaço e o melhor marcador, António Monteiro, em dificuldade, teve que ir para o banco.

Com uma vantagem de perto de 20 pontos no quarto período (50-69), Luís Magalhães não baixou a intensidade nem poupou os jogadores mais influentes. Continuou a exercer uma grande pressão, o que permitiu aumentar ainda mais a vantagem para uma diferença de 24 pontos.

Ficha de jogo:

Jogo disputado no Pavilhão de Matosinhos

Imortal - Sporting, 59-83

Ao intervalo: 32-44

Sob a arbitragem de Fernando Rocha, Sérgio Silva e Nuno Monteiro, as equipas alinharam e marcaram:

- Imortal (53): Derrick Fenner (9), Tymetrius Toney (2), Hugo Sotta (3), António Monteiro (21) e Tanner Omlid (5). Jogaram ainda: Jason Catarino (2), Manuel Magalhães (4), Nuno Morais (6), João Rodrigues, João Neves, Salvador Victo e Miguel Toreia (7)

Treinador: Luís Modesto

- Sporting (83): Travante Williams (15), John Fields (9), Diogo Ventura (2), João Fernandes (4) e James Ellisor (12). Jogaram ainda: Francisco Amiel (2), Jorge Embalo (4), Shakir Smith (24), Jeremias Manjate (1), Afonso Guedes (1), Cláudio Fonseca (2), Diogo Araújo (7)

Treinador: Luís Magalhães

Marcha do marcador: 20-20 (1.º período), 32-44 (intervalo), 44-65 (3.º período) e 59-83 (final)

Assistência: Jogo disputado à porta fechada devido à pandemia de covid-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG