Futebol

Marca dos onze metros volta a dar glória aos leões na Taça da Liga

Marca dos onze metros volta a dar glória aos leões na Taça da Liga

O Sporting venceu, este sábado, o F. C. Porto nas grandes penalidades (3-1) e conquistou a Taça da Liga pela segunda vez consecutiva.

Leões e dragões empataram (1-1) no tempo regulamentar e os golos surgiram apenas na segunda parte. André Pinto, com uma fratura no nariz, foi obrigado a abandonar o encontro.

Depois do Vitória de Setúbal, na época passada, agora o F. C. Porto. E outra vez nas grandes penalidades. O Sporting conquistou este sábado a segunda Taça da Liga consecutiva, num jogo em que até esteve em desvantagem.

Depois de uma primeira parte sem grandes oportunidades de golo - André Pereira ainda assustou os leões mas cabeceou ao lado - os golos surgiriam apenas na segunda parte. Primeiro por Fernando Andrade e depois, já nos descontos, por Bas Dost de grande penalidade.

O avançado dos dragões saltou do banco para inaugurar o marcador, aproveitando um erro de Renan. O herói das meias-finais - defendeu três grandes penalidades frente ao Braga - não segurou um remate de Herrera e o brasileiro, na recarga, não perdoou.

Contudo, a vantagem dos azuis e brancos durou pouco. Depois de ver as imagens, João Pinheiro decidiu assinalar uma grande penalidade a favor do Sporting após uma falta de Óliver sobre Diaby. Chamado a converter o castigo máximo, Bas Dost, já nos descontos, não falhou e fez o 1-1.

O jogo seguiu para grandes penalidades e os leões voltaram a ser superiores. Bas Dost, Bruno Fernandes e Nani marcaram pelos leões - Coates atirou por cima - carimbaram a conquista da Taça da Liga. Alex Telles marcou pelos dragões, Renan defendeu o remate de Hernâni e Felipe acertou no poste.