O Jogo ao Vivo

Futebol

Sporting expulsa 26 sócios na sequência do acórdão do ataque a Alcochete

Sporting expulsa 26 sócios na sequência do acórdão do ataque a Alcochete

O Conselho Fiscal e Disciplinar (CFD) do Sporting decidiu, esta quarta-feira, expulsar de sócio 26 dos envolvidos no ataque à Academia do clube e suspender quatro, anunciou o órgão social, em comunicado.

Bruno Jacinto, antigo Oficial de Ligação aos Adeptos (OLA) do clube, foi o único dos 31 associados alvos de processo disciplinar que escapou à sanção, com o arquivamento do procedimento contra si. Além dos 26 expulsos, o CFD verde e branco suspendeu um sócio por um ano, outro por seis meses e dois por três, detalha o mesmo comunicado.

"As infrações disciplinares cometidas são especialmente graves, e, para a maior parte dos sócios visados, consubstanciam uma quebra da relação de confiança irremediável, absoluta e inultrapassável, entre o visado e o Clube, pelo que não restou alternativa ao CFD do que aplicar penas de expulsão a 26 dos 31 sócios visados", justificou o órgão liderado por Joaquim Baltazar Pinto.

O CFD acrescenta que "os sócios visados foram notificados da decisão final, tendo sido comunicado que das decisões de expulsão e de suspensão cabe recurso para a Assembleia-Geral, com efeito suspensivo e devolutivo respetivamente".

As decisões tomadas pelo CFD decorrem da análise ao acórdão do processo da invasão à Academia do clube, que data de 28 de maio último, salvaguardando "que as decisões judiciais condenatórias não transitaram ainda em julgado".

A decisão da primeira instância judicial terminou com nove condenações a prisão efetiva, 28 a pena suspensa, quatro multas e três absolvições, entre as quais a de Bruno de Carvalho, antigo presidente do clube, Nuno Mendes "Mustafá", líder da claque Juventude Leonina, e Bruno Jacinto.

O coletivo de juízes presidido por Sílvia Pires aplicou penas máximas de cinco anos, suspensas para os arguidos sem antecedentes criminais e efetivas para os arguidos com cadastro. Além do antigo presidente, destituído do cargo em junho de 2018, foram também absolvidos Bruno Jacinto, e Mustáfa, que além da autoria moral estava também acusado de tráfico de estupefacientes.

PUB

Dos 41 arguidos condenados, apenas quatro foram punidos com penas de multa. As penas cuja aplicação fica suspensa por cinco anos, impostas a 28 arguidos, variam entre os três anos e 10 meses e os quatro anos e 10 meses.Sporting

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG