Futebol

Sporting perde três pontos em dois minutos

Sporting perde três pontos em dois minutos

Depois de ter estado a vencer por 0-2 no terreno do Olhanense, o Sporting deixou-se empatar em dois minutos. É o segundo empate consecutivo dos leões na Liga, uma equipa à beira de um ataque de nervos. Com o treinador Paulo Sérgio a ser expulso do banco por palavras ao árbitro.

O futebol é um duelo imprevisível. Não há vencedores antecipados e uma equipa nunca pode ter um jogo como ganho, mesmo que tenha uma boa vantagem no marcador. Foi o caso do Sporting. Teve o encontro na mão, esteve a vencer, por 2-0, graças à pontaria de Hélder Postiga, o novo Liedson capaz de resolver nas horas de aperto. Aparentemente, teve os três pontos no bolso, mas deixou-os fugir em dois minutos. Logo após o segundo golo de Postiga, numa bela desmarcação do ponta-de-lança.

No segundo tempo, quando tudo parecia controlado, três minutos depois de os leões respirarem fundo com o aparente golo tranquilizador, o Olhanense conseguiu o empate. E de rompante. Primeiro por Ismaily, num remate cruzado após bom passe de Nuno Piloto, o que deixou o Sporting meio perdido. Tão perdido que Daniel Carriço marcou um autogolo no minuto seguinte, ao aliviar mal um cruzamento do lado direito do ataque algarvio.

É assim, o estado de espírito do Sporting. Abana à primeira contrariedade e cai ao chão quando o adversário sopra com mais força. É o estado de espírito de um clube que vive em desassossego, como se viu esta semana com a saída de Costinha do cargo de director-desportivo, e isso reflecte-se no rendimento da equipa nas quatro linhas. Por isso, não foi desta que o Paulo Sérgio ofereceu a vitória ao antigo dirigente, a promessa ficou adiada quando o calendário dita uma recepção difícil ao rival Benfica, na próxima jornada.

No onze leonino, o treinador reservou algumas surpresas. Primeiro, ofereceu a titularidade a Grimi, mas logo no aquecimento teve de voltar atrás face a uma lesão do argentino. E a aposta passou, naturalmente, pelo brasileiro Everaldo. O central argentino Torsiglieri também jogou de início, em detrimento de Polga. Além do resultado, os leões viveram algumas contrariedades. Everaldo viu um cartão amarelo e não pode defrontar o Benfica e Valdés lesionou-se ainda no decorrer da primeira parte. E Paulo Sérgio foi expulso do banco por palavras ao árbitro, o que também reflecte o nervosismo da equipa e do próprio técnico.

Para adensar um empate frustrante para os leões, o primeiro golo de Hélder Postiga parece ter sido obtido em posição irregular. É mais um pedaço de madeira para a fogueira.