Desporto

Sporting recua acordo com W52 por falta de esclarecimento

Sporting recua acordo com W52 por falta de esclarecimento

O Sporting, através de comunicado, explicou que o recuo na parceria com a W52 se deveu a "dúvidas sobre procedimentos relacionados com análise e controlo antidoping por parte dos promotores do projeto".

O conjunto de Alvalade esclareceu, também, que "as respostas não foram inicialmente dadas e, após reiteradas tentativas, foram insuficientes e não esclarecedoras quando o que está em causa é a imagem e o bom nome de uma instituição centenária e uma tradição de luta pela verdade no desporto".

Os leões e a W52 teriam, inicialmente, chegado a acordo para duas temporadas, mas hoje, domingo, a equipa sediada em Valongo, revelou o abortar das negociações com os verde e brancos e, horas depois, anunciou a parceria com o F. C. Porto para os próximos cinco anos.

Eis o comunicado do Sporting:

"Já após a apresentação à imprensa do regresso do ciclismo ao Sporting e na sequência de diversos contactos por parte de sportinguistas seguidores da modalidade, teve o clube conhecimento de diversos factos e situações que suscitaram e suscitam as maiores e mais sustentadas dúvidas sobre procedimentos relacionados com análise e controlo antidoping por parte dos promotores do projeto.

Imediatamente o Sporting procurou obter esclarecimentos, informações e respostas por parte dos promotores do projeto em relação aos atletas que iriam fazer parte da equipa, ao suporte de patrocinadores para a mesma e também em relação às questões de que nos chegavam ecos, já que estavam em causa valores de ética e verdade desportiva da qual o nosso clube não abre mão em circunstância alguma.

Por parte dos promotores do projeto as respostas não foram inicialmente dadas e, após reiteradas tentativas, foram insuficientes e não esclarecedoras quando o que está em causa é a imagem e o bom nome de uma instituição centenária e uma tradição da qual nos podemos orgulhar de luta pela verdade no desporto.

Em vez de responder às perguntas do Sporting, os promotores do projeto e os seus responsáveis contactavam com a comunicação social procurando na notoriedade pública das notícias, entrevistas e declarações uma chancela de validade para a sua associação com o Sporting.

Desta forma, o Sporting entendeu suspender imediatamente o processo em curso com os promotores do projeto com vista à formação de uma equipa de ciclismo conjunta.

Foram, no seguimento dessa decisão, dadas indicações expressas ao departamento jurídico do Sporting no sentido de analisar eventuais procedimentos que se justifiquem, de acordo com o escrupuloso cumprimento das normas éticas pelas quais o clube se rege.

Mais uma vez demonstramos a nossa preocupação de sempre com a verdade desportiva: doa a quem doer!".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG