Desporto

Sporting vai recorrer para Conselho de Justiça da decisão de indemnizar o Benfica

Sporting vai recorrer para Conselho de Justiça da decisão de indemnizar o Benfica

O Sporting vai recorrer para o Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol da decisão de indemnizar o Benfica, revelou fonte do clube "leonino".

"A decisão do CD não foi unânime e há incongruências do ponto de vista processual que não foram tidas em conta", disse a mesma fonte à Lusa, dando ainda conta da decisão do Sporting em avançar com "um recurso para o CJ e, se for preciso, para os tribunais administrativos".

No entanto, o recurso para o CJ não tem efeitos suspensivos da decisão do Conselho de Disciplina (CD), razão pela qual o Sporting irá, segundo esta fonte, "assumir o pagamento ao Benfica dos cerca de 360 mil euros" e aguardar que aquela seja posteriormente "revogada pelo órgão jurisdicional superior da Federação".

O CD da Federação condenou esta segunda-feira o Sporting a pagar uma indemnização ao Benfica no valor de 359.338 euros pelos prejuízos provocados na Luz, durante o dérbi de 2011/12, que os "encarnados" venceram por 1-0 e que ficou marcado por vários incidentes, nomeadamente o incêndio de várias cadeiras da zona do estádio destinada aos adeptos do Sporting, protegida por uma "caixa de segurança".

Na ocasião, foram efetuadas várias vistorias ao recinto dos "encarnados", num processo em que o Sporting chegou também a apresentar uma queixa relativamente às condições da "caixa de segurança", estreada nesse encontro.

Recentemente, a Comissão de Instrução e Inquéritos (CII) da Liga arquivou o processo de inquérito, referindo a "ausência de responsabilidade do Benfica pelos factos ocorridos no jogo de 26 de novembro de 2011, no Estádio da Luz", como tinha sido fundamentado pelo CD.

Na mesma nota em que deu conta da condenação do Sporting, o CD informou ter multado ainda os "leões" em 2.250 euros por "comportamento incorreto do público", valor ao qual são abatidos 1.800 euros, valor com que o Sporting tinha sido punido em 29 de novembro de 2011.

PUB

No mesmo comunicado, o CD anuncia uma pena de dois meses de suspensão e uma multa de 2.000 euros para o ex-diretor de comunicação do Benfica, João Gabriel, por declarações deste ao jornal A Bola, consideradas "ofensivas da honra e consideração dos árbitros Pedro Proença e Olegário Benquerença".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG