Futebol

Taça de Portugal arrestada devolvida a Vila das Aves

Taça de Portugal arrestada devolvida a Vila das Aves

Câmara Municipal comprou troféu em leilão judicial, por 30 mil euros, e entregou-a de volta ao clube, onde ficará, agora, em exposição no estádio dos avenses

A Taça de Portugal, conquistada na época 2017/18, pelo Desportivo das Aves, regressou hoje às instalações do clube, depois de alguns anos em que esteve arrestada em processos judiciais, devido a dívidas da antiga SAD que geria o futebol profissional do clube.

No passado mês de outubro, a Câmara de Santo Tirso recuperou o troféu, comprando-o num leilão judicial, por 30 mil euros, e esta tarde, no intervalo do jogo dos avenses frente ao Rio de Moinhos, da Divisão de Honra da Associação de Futebol do Porto, entregou-o ao clube.

PUB

"Foi uma injustiça que a nossa própria Justiça cometeu. É execrável que hajam aspetos legais que impeçam que o título passe para as mãos de outros, quando foi muito bem vencido dentro de campo. A Câmara Municipal apenas fez aquilo que lhe competia, que era manter o património de uma população, de um clube e de uma terra no sítio certo", disse o autarca de Santo Tirso, Alberto Costa.

O presidente da Câmara, e alguns membros do seu executivo, estiveram presentes na cerimónia de devolução da Taça, juntamente com vários jogadores da equipa então, como Quim, Alexandre Guedes, Vítor Gomes, Nélson Lenho, Marco Pinto, ou Pedrinho, o treinador José Mota e elementos da sua equipa técnica, e staff diverso do clube, que em maio de 2018 conquistaram o maior êxito desportivo do Aves, na final do Jamor, frente ao Sporting.

"A Câmara Municipal de Santo Tirso fez isto por respeito a quem esteve em campo, e como presidente da autarquia voltaria a fazê-lo. Já tratámos dos aspetos formais para assegurar que aquilo que se passou não volte a acontecer", acrescentou Alberto Costa.

O autarca, que lembrou o envolvimento do anterior presidente do clube, António Freitas, no processo de recuperação do troféu, recebeu a garantia por parte do novo presidente do clube, Pedro Pereira, que a Taça de Portugal não mais deixará as instalações do clube, onde a partir de agora ficará em exposição.

"Serve como pontapé de saída do renascimento do Aves para o qual estamos a trabalhar, de modo que o clube volte aos patamares que alcançou no passado. A Taça de Portugal está bem entregue. Os departamentos jurídicos trataram de garantir que não irá a mais lado nenhum", vincou o dirigente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG