Mundial 2022

Taremi: "Não é realista dizer que um jogador pode fazer tudo sozinho"

Taremi: "Não é realista dizer que um jogador pode fazer tudo sozinho"

O jogador do F. C. Porto abordou, esta quinta-feira, a participação do Irão no Mundial do Catar e vincou que, apesar das dificuldades, a equipa vai fazer os possíveis para assegurar o apuramento até à próxima fase.

Com 13 golos em 19 jogos, Taremi atravessa um bom momento de forma no F. C. Porto. Agora com a pausa nas competições nacionais, segue-se o Mundial do Catar e o avançado dos azuis e brancos é, naturalmente, visto como uma das grandes referência da seleção do Irão. Sobre a competição, Taremi garante que um jogador não faz tudo sozinho e destacou a alegria por a seleção fazer parte das 32 seleções do Mundial.

"É muito especial quando o nosso país se apura e temos a oportunidade de erguer a bandeira nacional. Enche-nos de orgulho saber que somos uma de apenas 32 seleções. Demos o máximo para garantir a qualificação. Eu, a figura da equipa? É normal colocar-se as expectativas sobre um jogador, mas o futebol é um desporto coletivo. Sim, um jogador pode fazer a diferença na equipa, mas isso não é tudo. Não é realista dizer que um jogador pode fazer tudo sozinho. Mas é claro que eu vou dar o máximo pela seleção. Até aqui fiz tudo que era possível. Farei de tudo para deixar os nossos queridos adeptos felizes", afirmou Taremi, em declarações à FIFA, deixando uma garantia sobre a Inglaterra, País de Gales, Estados Unidos da América, adversários dos iranianos.

PUB

"Trataremos todos os nossos adversários com o mesmo respeito. É assim que deve ser no futebol. Pode haver equipas ligeiramente mais fortes ou mais fracas, mas no fim, o que nos deixa orgulhosos é o esforço que fazemos. Daremos o nosso máximo para vencer estas três partidas, mas também vamos precisar que as coisas nos sejam favoráveis. O futebol é imprevisível, nunca se pode dizer quem vai ganhar ou perder", concluiu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG