Hóquei em Patins

A tatuagem que está a incendiar os ânimos entre Benfica e Sporting

A tatuagem que está a incendiar os ânimos entre Benfica e Sporting

João Paulo Nunes, dirigente da federação de hóquei em patins, entregou a taça de campeão à equipa feminina das águias, mas o pormenor de ter o ano da fundação dos leões tatuado levantou polémica.

A cerimónia da entrega da taça de campeão de hóquei em patins feminino ao Benfica, depois de um triunfo sobre o Sporting, ficou marcado por um pormenor que rapidamente se extrapolou, graças às redes sociais.

Tudo porque, durante a transmissão da BTV, não passou despercebido o facto de João Paulo Nunes, o vice-presidente da Federação Portuguesa de Patinagem que entregou o troféu, ter tatuado numa mão o número 1906, que é o ano da fundação do... clube de Alvalade.

PUB

Através da newsletter diária do clube, este domingo, o Benfica reagiu com contundência, considerando que "já não há vergonha nenhuma em assumir que as federações estão capturadas por interesses clubísticos".

"Constatamos que o despudor da tomada de posição das entidades federativas, às quais cabe regular de forma equidistante e na defesa de todos os clubes as competições, é cada vez mais gritante. Ontem, já chegámos ao ponto que quem entrega o troféu de campeão de hóquei em patins feminino ter tatuado na mão "1906", o ano de fundação do Sporting Clube de Portugal, adversário do Benfica nessa luta pelo título. Já não há vergonha nenhuma em assumir que as federações estão capturadas por interesses clubísticos. Não é admissível e lutaremos para que esta situação se altere", diz a nota.

Recorde-se que no sábado o Benfica conquistou o nono título consecutivo de campeão de hóquei em patins feminino, ao derrotar, na final, o Sporting, por 3-2.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG