O Jogo ao Vivo

Judo

Telma Monteiro eliminada nos Europeus em Sófia

Telma Monteiro eliminada nos Europeus em Sófia

A judoca portuguesa Telma Monteiro foi eliminada, esta sexta-feira, no primeiro combate nos europeus de Judo, em Sófia. Trata-se de uma derrota inédita para uma atleta que esteve sempre presente na luta pelas medalhas, nas 15 participações anteriores na competição.

Telma Monteiro, quarta do ranking mundial e segunda cabeça de série na categoria de -57 kg, foi derrotada pela alemã Pauline Starke (35.ª), 1.26 minutos depois do início do combate, com a portuguesa a ser surpreendida com uma projeção (ippon).

A competir em -57 kg, a categoria que assumiu após os Jogos Olímpicos de Pequim 2008, a judoca portuguesa mais medalhada de sempre encontrou uma adversária com quem nunca havia lutado e que o melhor que tinha era um bronze nos Europeus de 2019, em Minsk.

Starke, atual 35.ª do mundo e que em Sófia se apresentava fora das oito cabeças de série, entrou na competição a decorrer na capital búlgara com uma vitória sobre a turca Hasret Bozkurt (98.º).

Num combate que começou equilibrado, a judoca germânica nunca permitiu que Telma conseguisse uma supremacia notória, embora a portuguesa se possa queixar de uma má decisão dos juízes nos instantes iniciais.

Com pouco mais de 10 segundos de luta, Telma semi-projetou Starke, com uma rotação que parcialmente a deitou, com o ombro no "tatami", mas que a arbitragem não assinalou, sem que houvesse sequer uma chamada da mesa.

À semelhança do que costuma fazer, Telma Monteiro manteve-se focada em resolver o combate, mas sem conseguir impor uma diferença real. E foi num novo ataque da portuguesa que Starke aproveitou o movimento contrário de força para levar as costas da portuguesa ao "tatami".

PUB

Foram precisos 16 Europeus para Telma Monteiro falhar uma ida ao pódio, num percurso continental iniciado em 2004 e em que só não incluiu as edições de 2008 (Lisboa), 2016 e 2017, por se encontrar lesionada.

Na carreira em Europeus, Telma Monteiro mantém, ainda assim, o recorde feminino de maior número de medalhas (15), a par da alemã Barbara Classen, já retirada de competição e que acumula a categoria de -72 kg com Open (sem limite de peso).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG