Futebol

Treinador da formação do Shakhtar Donetsk morre em bombardeamento russo

Treinador da formação do Shakhtar Donetsk morre em bombardeamento russo

Sergei Palkin, diretor executivo do Shakhtar Donetsk, avançou esta quinta-feira que um dos treinadores das camadas jovens do clube morreu após ser atingido por um bombardeamento russo a uma cidade ucraniana.

O anúncio foi feito numa mensagem partilhada na conta pessoal na rede social Facebook. "Um funcionário nosso foi morto ontem [quarta-feira]. Era treinador das camadas jovens. Foi morto por um fragmento de um projétil russo", explicou o diretor desportivo.

Sergei Palkin salientou, ainda, que a "Rússia está a matar ucranianos" e fez um apelo: "Parem com esta loucura! Não fiquem em silêncio, falem! Caso contrário, será uma derrota pessoal vossa. Uma derrota que será lembrada por todas as gerações futuras. Uma derrota que não pode ser apagada da história mundial e cada um será culpado e responsável pelos crimes cometido".

O CEO do Shakhtar Donetsk dirigiu-se aos proprietários, diretores e jogadores dos clubes russos de futebol frisando que "a Rússia realizou um terrível e traiçoeiro ataque militar à Ucrânia" e realçando os laços que ligam os cidadãos das duas nações.

"Um país em que cada um de vocês esteve e no qual sempre foi calorosamente bem recebido. Um país em que têm familiares, amigos, conhecidos. O país no qual alguns de vocês nasceram. E esse país e seu povo estão a ser destruídos pelo exército russo com todos os tipos de armas", escreveu o dirigente.

E continuou: "A Rússia, de uma nação que fez tremendos esforços para derrotar o nazismo, está a transformar-se numa nação de terroristas, uma nação de covardes silenciosos. O mundo inteiro está a olhar para vocês hoje. E o mundo espera que vocês ajam para parar a loucura. Mas vocês estão com medo, vocês estão com medo. No desporto, o medo é um sentimento que reduz a probabilidade de vitória a zero. O vosso medo de se manifestarem contra a guerra na Ucrânia resulta em cidades destruídas e em milhares e milhares de mortes entre civis, o vosso medo resulta em crianças mortas e destinos de milhões mutilados. O vosso medo de ir contra o regime sangrento é a vossa maior derrota".

"Apesar de não terem dado a ordem para exterminar os ucranianos, o vosso silêncio é uma ajuda para o assassinato e destruição em massa", finalizou, partilhando várias fotografias de cidades desvastadas pelos mísseis russos.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG