Liga Europa

Treinador do Nápoles recusa cumprimentar Rui Vitória

Treinador do Nápoles recusa cumprimentar Rui Vitória

O jogo entre o Spartak Moscovo e o Nápoles, a contar para a fase de grupos da Liga Europa, ficou marcado por um momento insólito. Depois do apito final, Rui Vitória foi cumprimentar Spalletti mas acabou por ficar de mão estendida.

O Spartak Moscovo, treinado pelo português Rui Vitória, reentrou na luta por um lugar nos oitavos de final da Liga Europa ao vencer por 2-1 o Nápoles, em jogo da quinta jornada do Grupo C. A equipa russa, que não vencia há sete jogos, voltou a festejar graças a dois golos de Alexander Sobolev, aos 3 e 28 minutos, o primeiro de grande penalidade, sendo que os napolitanos ainda reduziram através do macedónio Elif Elmas, 64.

No final do jogo, Rui Vitória tentou cumprimentar o técnico dos italianos mas acabou com a mão estendida. Spalletti seguiu de imediato para os balneários e recusou conversar com o técnico português. Uma atitude que explicou mais tarde.

"Ele não me cumprimentou antes do jogo. Quando recebes um convidado deves cumprimentá-lo logo, e não apenas no final do jogo, depois de derrotá-lo. Estávamos a dez metros de distância e ele não me cumprimentou. Em situações destas eu vou sempre apertar a mão ao treinador adversário", afirmou o técnico italiano citado pelo "Sport Express".

Veja o momento:

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG