Liga

Três grandes analisam redução de salários

Três grandes analisam redução de salários

Benfica, F. C. Porto e Sporting admitem a possibilidade de reduzir salários, seguindo a recomendação da FIFA.

O organismo que tutela o futebol mundial vai propor, em breve, às Ligas o adiamento ou a diminuição dos vencimentos dos futebolistas, numa medida que tem como objetivo permitir a sustentabilidade económica do futebol face à pandemia do novo coronavírus. Sem competição, a paragem está a ser encarada como nefasta do ponto de vista financeiro e a necessidade de reduzir custos é enorme.

Ouvidos pelo JN, os três grandes reagiram com prudência à hipótese, mas não descartam qualquer cenário mais radical, fundamentado por uma decisão coletiva dos clubes. Fonte do F. C. Porto referiu ao JN que "para já, é prematuro falar em redução de salários", mas acrescentou: "Naturalmente que o futebol terá de se acomodar à nova realidade que vamos viver no pós-Covid-19 e é importante que a FIFA e todas as estruturas dirigentes se preocupem com o que aí vem. Vamos ter todos de fazer sacrifícios para que a retoma seja mais rápida e sólida". Recorde-se que, no último relatório e contas semestral, a SAD dos dragões apresentou um prejuízo de 51,8 milhões de euros.

O Benfica mencionou também que é "prematura" a abordagem do tema mas, ao que o JN apurou, está recetivo a propostas, desde que todos os clubes atuem numa lógica conjunta na redução de salários. Neste momento, a SAD benfiquista não tem problemas financeiros, fruto do lucro recorde de 104,2 milhões de euros no primeiro semestre desta temporada, mas mostra-se solidária face ao atual panorama.

Bem menos folgado na tesouraria, o Sporting, que registou um saldo positivo de 2,8 milhões de euros na primeira metade de 2019/20, sublinhou que "esse tipo de medidas passa tendencialmente por um entendimento coordenado com os outros clubes". Fonte dos leões acrescentou ainda que o clube "tomará as medidas de ajuste alinhadas com o mercado" e que todas as alternativas estão em cima da mesa.

De acordo com os últimos relatórios e contas semestrais, o Benfica apresentou gastos com pessoal de 46 milhões de euros, o F. C. Porto de 43,5 milhões e o Sporting de 35 milhões. Por recomendação da FIFA, esses valores poderão vir a ser reduzidos. Caberá agora à Liga de Clubes decidir.

Barcelona, Espanyol e Atlético anunciam cortes nos vencimentos

Barcelona, Espanyol e Atlético de Madrid anunciaram que vão proceder a cortes salariais, devido à paragem provocada pela Covid-19. Para evitar uma catástrofe financeira, os "blaugrana" foram o primeiro clube espanhol a tomar medidas que afetam os vencimentos dos futebolistas, num total de 25% dos gastos. O Espanyol admite cortar até 70% e os "colchoneros" vão também avançar com reduções. "Em causa está a sobrevivência do clube", justificou Miguel Ángel Gil, diretor-executivo do clube madrileno.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG