Inglaterra

Última época do Manchester United fechou com um prejuízo de 132 milhões de euros

Última época do Manchester United fechou com um prejuízo de 132 milhões de euros

O Manchester United fechou a contabilidade da última época no vermelho, registando um prejuízo de 132 milhões de euros. A dívida total do clube ascende aos 514,9 milhões de euros.

A temporada 2021/2022 ficará marcada como uma das piores do Manchester United desde que o clube se assumiu como um dos colossos do futebol mundial.

Se no plano desportivo a equipa falhou o apuramento para a Liga dos Campeões, fruto do 6.º lugar em que terminou a última edição da Premier League, na vertente financeira as coisas não foram muito melhores.

PUB

Na época passada, os "red devils" até aumentaram em 18% as receitas, superiores a 668 milhões de euros, mas acabaram por registar um prejuízo global de 132 milhões de euros, enquanto a dívida total do clube se fixou nos 514,9 milhões de euros.

Segundo o diretor financeiro do clube, Cliff Baty, os resultados "foram afetados negativamente pela ausência de uma tourné de verão em 2021, pelos custos de serviços públicos excecionais e pelo impacto do enfraquecimento da libra esterlina".

O United foi, em 2021/2022, o clube com a maior massa salarial da Premier League, num valor recorde que atingiu os 794 milhões de euros. A isso há que juntar as verbas referentes às contratações de jogadores, entre os quais Cristiano Ronaldo, e às indemnizações aos treinadores Ole Gunner Solskjaer e Ralf Ragnick, ambos despedidos na última temporada.

Apesar do resultado financeiro anunciado, mais de 38 milhões de euros foram repartidos pelos acionistas do clube.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG