Exclusivo

Um Nico de magia insuficiente para travar a má fase do Paços

Um Nico de magia insuficiente para travar a má fase do Paços

Castores estiveram na frente, mas consentiram empate na reta final. Ânimos exaltaram-se.

A primeira vitória do Paços de Ferreira no campeonato esteve tão perto - a seis minutos e uns pozinhos -, mas acabou por não se voltar a concretizar, desta vez porque Oday Dabbagh, em dia de estreia na Liga, decidiu roubar um precioso ponto para a equipa do Arouca.

A precisarem urgentemente de afastar a má fase, os pacenses assumiram o controlo do jogo na primeira parte - com mais posse e maior volume ofensivo -, mas o golo retardou até à segunda metade, quando Nico Gaitán, aos 61 minutos, finalizou com classe uma boa jogada coletiva.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG