Boavista - Belenenses SAD

Uma nulidade que quase nem deu para aquecer

Uma nulidade que quase nem deu para aquecer

Pantera tentou, mas averbou a sexta jornada seguida sem ganhar. Azuis só quiseram o ponto

Não fosse o Boavista ter, pelo menos, tentado fazer alguma coisa que resultasse em golos e estes 90 minutos teriam sido um martírio ainda maior, agravado por uma temperatura a lembrar que o inverno está mesmo aí. Só por isso, a pantera merecia o prémio que não teve, enquanto o Belenenses SAD, ainda a ressacar da mudança de treinador e sem qualquer vitória em nove jornadas, fica com o pontinho que pareceu ser o objetivo desde o início.

Mais vezes mal do que bem, é certo, mas ao Boavista não se pode dizer que não lutou pela vitória que lhe foge na Liga desde 23 de agosto. Oportunidades de golo não foram muitas (Tiago Morais, à meia hora, desperdiçou a única flagrante), também porque os azuis, a terem algum mérito foi o de terem defendido com critério e relativa organização. O domínio boavisteiro, de alguma forma consentido, começou aos 15 minutos e não desapareceu até ao apito final (Alireza foi um mero espectador), só que não trouxe proveitos. Ao avançado Musa faltou um bocadinho assim para finalizar os dois lances mais prometedores da segunda parte.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG