Pinto da Costa ironiza

"Vamos fazer uma petição ao Governo para espectáculo de Bruno Nogueira ou uma tourada"

"Vamos fazer uma petição ao Governo para espectáculo de Bruno Nogueira ou uma tourada"

O presidente do F. C. Porto comentou, esta quarta-feira, a conquista do 61.º troféu na liderança do clube azul e branco. "Foi uma prova do que é o F. C. Porto", afirmou.

O F. C. Porto sagrou-se, esta quarta-feira, campeão nacional depois de vencer o Sporting no Dragão, numa época em que chegou a estar a sete pontos da liderança. Para o presidente dos azuis e brancos, a conquista foi "justa" e abordou a aposta na formação.

"Só este clube, treinador, jogadores e adeptos conseguiam mudar uma desvantagem de sete pontos. Foi uma prova do que é o F. C. Porto. O clube não se deixa vencer seja por quem for. Apresentámos hoje vários jovens, temos outros do mesmo valor. Nós não temos é cartilheiros para fazer a propaganda dos nossos jovens Tudo o que se diz do Seixal dir-se-ia a dobrar dos nossos terrenos onde treinam os nossos jovens. Sérgio Conceição? Toda a gente reconhece o valor dele. O seu espírito é indomável, é como um dragão que assumiu as cores do F. C. Porto. Só com esse espírito é que seria possível dar a volta como demos", disse em declarações ao Porto Canal.

Esta temporada, face à covid-19, a festa no Estádio do Dragão foi feita com as bancadas vazias. Pinto da Costa não esqueceu os apoiantes dos dragões e, de forma irónica, salientou que espera ver as bancadas ocupadas no próximo jogo, frente ao Moreirense.

"Os adeptos, mesmo não estando aqui, foram importantes. Tudo o que se passou nestes dias, com o acompanhamento dos Super Dragões desde o hotel, foi um estímulo fantástico. Espero que no próximo jogo aqui com o Moreirense já possamos ter gente. Vamos fazer uma petição à Liga e ao Governo para apresentar, antes de começar o jogo, um espetáculo com o Bruno Nogueira. Vamos convidar o Presidente da República para estar presente. Assim, como vão estar a assistir ao Bruno Nogueira, como já estão cá dentro podem ver o jogo. Se o Bruno Nogueira não puder, mandámos vir os touros lá de baixo e fazemos uma tourada. Depois, com eles cá dentro, já podemos avançar para o futebol", atirou.

Outras Notícias