Sporting

Varandas: "Demissão? Essa pergunta é ridícula"

Varandas: "Demissão? Essa pergunta é ridícula"

O presidente leonino fez poucos comentários à saída da assembleia-geral, na qual foi aprovado o relatório e contas do clube, e, debaixo de alguns insultos por parte de contestatários, voltou a rejeitar um cenário de saída antecipada do Conselho Diretivo.

"Impera a democracia no Sporting e vai imperar sempre a democracia", repetiu, várias vezes, Frederico Varandas aos jornalistas, enquanto abandonava o Pavilhão João Rocha.

"O Sporting é uma grande instituição com mais de 100 mil sócios e com mais de 90 mil sócios pagantes. Vai imperar sempre a vontade dos sócios do Sporting quer gostem quer não", acrescentou o líder leonino.

Depois de as contas terem sido aprovadas por apenas 44% dos sócios (que valiam, porém, 52,95% dos votos), Varandas foi questionado sobre se a demissão era um cenário que se colocasse neste momento.

"Já ouvi essa pergunta três vezes. Demissão? A pergunta é ridícula", respondeu.