Futebol

Velázquez: "Tive 40 graus de febre, mas não acreditavam que estávamos f..."

Velázquez: "Tive 40 graus de febre, mas não acreditavam que estávamos f..."

No rescaldo da derrota frente ao Sporting, o treinador dos sadinos Julio Velázquez considerou uma "vergonha" o jogo ter-se realizado e que o resultado foi uma "vitória" para os sadinos.

"Parece uma autêntica vergonha que se tenha realizado este jogo e se tenha posto em perigo os jogadores. Tenho 12 atletas na cama, mas acho que o Vitória e os jogadores fizeram muito mais do que muitos. Para mim isto não é uma derrota, é uma vitória. É o dia em que me sinto mais orgulhoso da equipa e dos adeptos. É o dia em que me sinto mais orgulhoso por estar aqui. Dou os parabéns à equipa pela personalidade, pelo compromisso, pelo trabalho. É uma grande vitória e é um jogo que vai servir para criar mais união entre a equipa e os adeptos. Próximo jogo? Não posso dizer, cada ser humano evolui de forma diferente, vamos ver. Temos tempo, espero que fiquemos bem. Esta noite tive 40 graus de febre, mas alguns não acreditavam que estávamos f...", começou por dizer o treinador.

Numa altura em que ainda se decidia a data para disputar o encontro, os leões pediram uma junta médica para atestar a condição clínica dos atletas sadinos, prontamente recusado pelo Vitória. Um pedido "surreal" na opinião do treinador espanhol.

"Somos responsáveis. Representamos um emblema e queremos representar a Liga portuguesa da melhor maneira. É uma situação surreal e absurda. Queriam que o médico do Vitória e um médico externo avaliassem os nossos jogadores. Isto seria o mesmo que os médicos do Benfica avaliarem os jogadores do F. C. Porto. Não acredito que em 2020 se faça isso. Tivemos a vontade de nos apresentar no jogo, fico muito contente com os jogadores e com o balneário que tenho. Mostraram uma personalidade incrível. Melhor resposta era impossível", concluiu o espanhol.

O Sporting venceu (3-1), este sábado, o Vitória de Setúbal no Bonfim na 16.ª jornada da Liga. João Meira, na própria baliza, e Bruno Fernandes, de grande penalidade, marcaram os golos dos leões. Na segunda parte, Carlinhos reduziu para os sadinos com um golaço e Bruno Fernandes fechou a contagem. No final do duelo, o Vitória anunciou um corte de relações com o Sporting. Os leões responderam, acusando o líder sadino de "provocação constante"

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG