Crise no Benfica

Veríssimo: Benfiquista desde o berço agarra o maior desafio da carreira

Veríssimo: Benfiquista desde o berço agarra o maior desafio da carreira

Com a iminente rescisão de Jorge Jesus, Nélson Veríssimo é o escolhido para assumir o leme do Benfica. Um regresso ao banco principal das águias, depois de em 2019 ter assumido interinamente o cargo após a saída de Bruno Lage.

Há momentos que sonhamos a vida inteira e Nélson Veríssimo está prestes a regressar a um dos locais que certamente sonhou imensas vezes. Com a saída de Jorge Jesus presa por detalhes, Veríssimo é o escolhido para assumir o leme dos encarnados, num regresso a uma posição que já assumiu. E não vai assim há tanto tempo.

A primeira experiência no banco principal das águias aconteceu em 2019/20, após Veríssimo ter assumido interinamente o cargo depois da saída de Bruno Lage. Na altura, orientou a formação principal em seis jogos, tendo somado quatro vitórias, um empate e uma derrota. O único desaire foi precisamente frente ao próximo adversário, o F. C. Porto, na final da Taça de Portugal (2-1), que terá novamente pela frente, esta quinta-feira, no Estádio do Dragão.

Formado no Benfica - chegou às águias em 1989/90, com 13 anos, proveniente do Povoense - Nélson Veríssimo ainda chegou a disputar quatro jogos na equipa principal dos encarnados antes de sair em definitivo rumo a uma carreira discreta. Como defesa central, alinhou durante várias épocas nos clubes por onde passou (Alverca, Académica, Vitória de Setúbal e Fátima) à exceção do Mafra, onde figurou apenas durante uma temporada (2011/12) e terminou a carreira como jogador.

O percurso como treinador principiou um ano depois, em 2012/13, como um dos adjuntos do Benfica B (na altura orientado por Luís Norton de Matos), onde se manteve até 2019/20. No final dessa época passou por um interregno profissional, mas acabou por regressar ao emblema encarnado em dezembro do ano passado, para assumir o comando dos bês, como sucessor de Renato Paiva. A presente época tem corrido particularmente bem, com 10 vitórias, três empates e duas derrotas em 15 jogos. Nélson Veríssimo deixa, assim, o Benfica B na liderança da Liga 2, num dia em que as águias têm jogo, com o Feirense, marcado para as 18 horas.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG