O prólogo da 83.ª Volta a Portugal foi uma perfeita repetição do ano passado. Sem surpresas, Rafael Reis da Glassdrive-Q8-Anicolor provou uma vez mais ser o mestre do contrarrelógio e venceu em Lisboa.

Ciclismo

História repete-se em Lisboa: Reis vence sem surpresas o prólogo da Volta

História repete-se em Lisboa: Reis vence sem surpresas o prólogo da Volta

Primeiro lugar para Rafael Reis, segundo lugar para Maurício Moreira. Foi assim em 2021, no prólogo inaugural da Volta a Portugal, e repetiu-se esta quinta-feira, em Lisboa.

Na curta tirada de 5,4 quilómetros, Reis precisou de 6.11 minutos para ser o corredor mais rápido, e o colega de equipa (Glassdrive-Q8-Anicolor) só gastou mais nove segundos.

Desta vez, o corredor de Palmela conquistou o prólogo com as cores da seleção nacional, o que atribuiu à vitória um sabor especial. É de amarelo que o campeão nacional de contrarrelógio parte para a primeira etapa da Volta que vai ligar Vila Franca de Xira a Elvas numa tirada de 193,5 quilómetros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG