O Flamengo de Jorge Jesus venceu, 45 anos depois, em casa do Atlético Paranaense por 2-0, mas nem o feito histórico travou o treinador português de deixar reparos à arbitragem.

Vídeo

Jesus vence mas não poupa o VAR: "Esse senhor tem de ir de férias para casa"

Jesus vence mas não poupa o VAR: "Esse senhor tem de ir de férias para casa"

"Não vinha preparado para jogar contra duas equipas, contra o árbitro. Esse árbitro tem que ser penalizado. Não pode estar no próximo jogo para fazer outras asneiras. Esse senhor que tomou a decisão do VAR tem de ir para a casa de férias. Não pode passar impune. Não é só no jogo do Flamengo", disse Jorge Jesus, referindo-se a um penálti assinalado pelo árbitro Bráulio da Silva Machado na primeira parte, com 0-0 no marcador, mas revertido após recurso ao VAR.

Apesar de se confessar "defensor do VAR", defende que "o protocolo tem de ser melhorado". "Hoje está muito confuso e o VAR parece que quer apitar o jogo. Se for assim, nem precisa de árbitro. E o VAR não é para isso, mas sim para ajudar as decisões do árbitro. Hoje, muitos atrapalham. E o cartão para o Everton Ribeiro? Foi na lateral, uma falta normal, não tinha perigo nenhum... É muita coincidência o que estão a fazer ao Flamengo. Mas a gente continua na luta", rematou.

Outros Artigos Recomendados