Benfica

Jorge Jesus: "Quero recuperar o prestígio internacional e ganhar as competições que há para ganhar"

Jorge Jesus: "Quero recuperar o prestígio internacional e ganhar as competições que há para ganhar"

Jorge Jesus foi oficialmente apresentado, esta tarde de segunda-feira, no Seixal, como treinador do Benfica, pela segunda vez na carreira, depois de ter orientado as águias de 2009 a 2016.

O técnico, de 66 anos, está de volta cinco anos depois de ter trocado o clube da Luz pelo Sporting. De águia ao peito Jorge Jesus conquistou três Ligas, uma Taça de Portugal, uma Supertaça e cinco Taças da Liga, troféus que foram expostos no local da apresentação. Internacionalmente, comandou a equipa benfiquista a duas finais consecutivas da Liga Europa, tendo sido derrotado pelo Chelsea (2012/13) e pelo Sevilha (2013/14).

Antes da apresentação, o clube exibiu algumas imagens dos melhores momentos da primeira passagem de Jorge Jesus pela Luz e das conquistas alcançadas.

"Hoje começa um ciclo novo no Benfica, juntamo-nos os três. Todos somos bairristas e o Benfica é o Povo. Jorge vamos fazer tudo o que está ao nosso alcance para que a família benfiquista seja feliz nos próximos anos. Se o Benfica conquistar tudo o que quer conquistar o país será feliz. Vamos recuperar a hegemonia no futebol português, conta comigo e com todos os benfiquistas", afirmou Luís Filipe Vieira, o primeiro a usar da palavra.

Jorge Jesus agradeceu a confiança do presidente do Benfica na sua "capacidade e competência". "Acredito no projeto que o presidente tem para mim e na minha equipa técnica. Vim para ganhar e estou habituado a ganhar. Vim para unir todos os benfiquistas, pois como está no símbolo: um somos todos", começou por referir o treinador, salientando: "Venho com a mesma vontade de ganhar e com a mesma ambição. Estou determinado e com muita vontade de ganhar coisas importantes no Benfica".

E prosseguiu: "Não vim para o Benfica para me reformar. O presidente ofereceu-me quatro anos de contrato e eu só quis um, mas ele pediu dois e aceitei. Vim ganhar menos dinheiro do que ganhava no Flamengo. Vim para o Benfica porque acreditei no projeto que me foi apresentado".

Jorge Jesus apontou os objetivos para estas duas temporadas: "Quero recuperar o prestígio internacional e ganhar as competições nacionais que há para ganhar. Vim para o Benfica com essa convicção e essa certeza. Não sou o salvador. O salvador somos todos nós."

O clube brasileiro também não foi esquecido. "Cheguei de um grande clube que se uniu à volta do seu treinador e da sua equipa. Quero agradecer a amizade e o amor que tiveram por mim. O Flamengo tem 50 milhões de adeptos e para vir para o Benfica era preciso uma causa muito grande e eu vim para o Benfica para ganhar", frisou o técnico.

"Sou muito melhor treinador agora do que quando vim para o Benfica em 2009. Hoje sou muito conhecido em todo o Mundo e agradeço ao Benfica e ao Flamengo. Mas é também pela qualidade do meu trabalho", frisou o treinador português.

Jorge Jesus referiu que a aposta na formação é para continuar e que terá de construir uma equipa forte para conseguir voltar a vencer tudo outra vez em Portugal, e desta vez, na Europa. "O grande primeiro objetivo das três grandes equipas é sempre o campeonato português e depois aquelas que podem ambicionar mais títulos para além dos nacionais, que é o que o Benfica tem de fazer: recuperar o prestígio internacional", acrescentou.

"Sou muito mais conhecido hoje por ter chegado lá com o Benfica. E esse é o caminho que temos de fazer, porque as exigências pedem isso: um Benfica internacional e um Benfica jogando na Europa à Benfica. Para chegar a títulos internacionais, neste caso, Champions e Liga Europa é preciso fazer uma reflexão de tudo o que será o primeiro ano. É isso que eu, o presidente, o Tiago, o Rui e com a entrada na nossa estrutura do Luisão, vamos tentar formar uma equipa muito forte para podermos ganhar tudo", acrescentou.

E complementou: "Estou habituado a ganhar tudo e não apenas um campeonato. Nós queremos chegar a títulos internacionais e é isso que vamos trabalhar. O que podemos prometer é confiança, compromisso e que queremos os adeptos do Benfica todos unidos por uma causa, uma causa que é o Benfica e não o Jorge Jesus. Eu sou o treinador do Benfica e aqui é que me têm de julgar pelo meu passado de treinador do Benfica e das outras equipas. Sou treinador de futebol, não sou treinador de nenhuma equipa. Agora todas as equipas onde trabalho faço-o com convicção, com paixão e com amor e morro pelas equipas onde trabalho".

Na altura da primeira passagem pelo clube, Jorge Jesus vincou que a equipa iria jogar o dobro. E agora como jogará? "Se o Benfica não jogar o dobro, voltamos a não ganhar. Temos condições para fazer uma equipa muito grande. Com o elenco que teremos não vamos jogar o dobro, vamos jogar o triplo", afirmou.

E sobre o regresso às águias, o técnico diz ser algo normal no futebol. "Os projetos são assim, fazem-se e desfazem-se. Quem toma decisões é que tem de saber o que quer. Os projetos numa altura são uns e passado anos são outros. É assim o futebol e não vamos inventar nada. O futebol é a valorização das pessoas, reconhecer os caminhos que se quer traçar e criar e tem a ver com projetos, que numa altura são uns e noutra são outros. O novo ciclo do Benfica é com um projeto muito mais vencedor", justificou.

O treinador também foi questionado sobre a contratação do uruguaio Cavani ou de alguns jogadores do Flamengo, mas não deu grandes pistas sobre o tema. "Estou a trabalhar com o presidente e o Rui Costa nesse sentido de saber a elenco do Benfica. Acreditamos que temos capacidade para entusiasmar alguns bons jogadores na Europa para virem jogar para o Benfica", salientou Jorge Jesus.

E finalizou: "Não vou falar em nomes, o que importa aqui é trabalharmos e termos certeza daquilo que podemos contratar. Sabemos os alvos que queremos, o presidente e a estrutura sabem até onde podem chegar e temos de ser conscientes dos jogadores que podemos contratar para o Benfica chegar aos objetivos que tem. O Benfica tem um leque de jogadores que estão nesta casa com muito valor e com a ajuda de outros vamos fazer uma grande equipa e vamos arrasar".

Outras Notícias