Atletismo

Vítima de atropelamento e fuga, Francisco Laranjeira falha Jogos Surdolímpicos

Vítima de atropelamento e fuga, Francisco Laranjeira falha Jogos Surdolímpicos

O atleta vai falhar a competição, que decorrerá em maio, por ter sido atropelado na segunda-feira e não será substituído na convocatória, indicou o Comité Paralímpico de Portugal (CPP).

Francisco Laranjeira, de 23 anos, foi "vítima de atropelamento e fuga numa passadeira, em Évora, na segunda-feira, enquanto "rolava" para desentorpecer, tendo partido uma perna", disse Tiago Carvalho, diretor executivo na missão portuguesa aos Jogos Surdolímpicos, à agência Lusa.

"O atleta, que naquele dia à tarde iria iniciar o estágio, era um dos estreantes da comitiva e faz parte da renovação do atletismo", afirmou Tiago Carvalho, acrescentando: "Neste momento, a organização já não permite substituições, mas a verdade é que também não tínhamos mais atletas com marca para entrar".

PUB

Francisco Laranjeira, que deveria disputar os 5.000 e os 10.000 metros, é atleta do Grupo Desportivo de Diana e era um dos quatro estreantes lusos na missão aos Jogos Surdolímpicos Caxias do Sul 2021, que decorrerão entre 1 e 15 de maio.

Com a saída do atleta de Évora, Portugal estará representado nos Brasil por 12 atletas: quatro na natação, três no atletismo, dois no ciclismo, um no judo, um na luta greco-romana e um no tiro.

Nos Jogos Surdolímpicos Caxias do Sul 2021, adiados no ano passado devido à pandemia de covid-19, são esperados cerca de 4500 atletas de 100 países para competirem nas 20 modalidades do calendário surdolímpico.

Portugal somará a sua oitava participação portuguesa em Jogos Surdolímpicos, competição na qual já conquistou 13 medalhas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG