FCP

Vítor Pereira: "Não há ponta por onde se lhe pegue"

Vítor Pereira: "Não há ponta por onde se lhe pegue"

Vítor Pereira assumiu, no final do jogo com a Académica deste sábado, em que o F.C. Porto perdeu por 3-0 e foi eliminado da Tala de Portugal", que "não há justificações possíveis" para um um jogo "muito mau".

"Perante um jogo e um desfecho como este, não há justificações possíveis. Foi um jogo muito mau, mal conseguido, com pouca agressividade ofensiva e defensiva. Não há ponta por onde se lhe pegue", afirmou o trinador do F.C. Porto.

Vítor Pereira disse também que a vitória da Académica foi "justíssima" e recusou comentar uma eventual demissão, que foi pedida pelos adeptos no final da partida. "Os adeptos pediram a minha demissão? Não é assunto para aqui. Tenho é que analisar o que correu mal", respondeu.

Hulk também manifestou também tristeza pelo mau resultado. "É triste fazer um jogo destes, um jogo horrível e feio, algo que não tem explicação", declarou o brasileiro, acrescentando que os dragões tentaram "jogar, passar, rematar, mas nada corria bem". "Há dias que nada dá certo, hoje foi esse dia", conclui.

Pedro Emanuel destcou o "muito mérito" da Académica que, segundo o seu treinador, mostrou "grande capacidade de sofrimento e espírito de entreajuda". "Na semana passada (derrota para a Taça da Liga, frente ao Penafiel, por 1-0), éramos os piores do mundo, hoje somos os melhores do mundo, o que prova é preciso acreditar no trabalho que se faz todos os dias. E, hoje, entrámos com determinação e vontade de rectificar".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG