FCP

Vítor Pereira promete um F. C. Porto diferente e não pensa em demissão

Vítor Pereira promete um F. C. Porto diferente e não pensa em demissão

O treinador Vítor Pereira promete um F. C. Porto diferente daquele que perdeu em Coimbra e diz não pensar no cenário de demissão, no caso de insucesso quarta-feira, em Donetsk, com o Shakhtar, para a 5.ª jornada do Grupo G da Liga dos Campeões (19.45 horas, SportTV1).

"Estamos cá para conquistar os três pontos. Não podemos repetir o jogo da Académica. Será um F. C. Porto diferente, de certeza. Temos que ser mais agressivos, fazer circular mais rápido a bola.

Estamos unidos e confiamos uns nos outros. Esperem para ver!", referiu, na antevisão do jogo, com Pinto da Costa na plateia, num sinal de reiterado apoio por parte do presidente portista.

"Para o Shakhtar é tudo ou nada, sabe que se falhar, perde tudo", observou, dando a entender que o F. C. Porto também jogará com esse factor, "mantendo o controlo emocional", numa "estratégia bem preparada".

Quanto à ameaça de bomba que paira sobre Denetsk, desvalorizou a questão. "Estamos de tal forma focados no aspecto competitivo, que o que está à volta, passa-nos ao lado. Estamos absorvidos naquilo que podemos fazer para ganhar", insistiu.

Acerca de uma possível demissão, no caso de nova derrota, agora na Ucrânia, Vítor Pereira afastou o cenário de vir a deixar o cargo. "Não tenho dedicado um minuto a pensar nisso. Todo o tempo é dedicado a trabalhar para ganhar ao Shakhtar", afirmou, peremptório, confiante no "talento dos jogadores".

Na conferência de imprensa, o técnico teve a seu lado Defour, que pode vir a ser uma novidade no onze portista. Todavia, nem treinador, nem jogador, falaram em titularidade. "Estou aqui para falar do jogo. Titularidade? Veremos amanhã", respondeu o médio francês.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG