Futebol

Vizela doa mil euros à Liga Portuguesa Contra o Cancro

Vizela doa mil euros à Liga Portuguesa Contra o Cancro

O Vizela doou esta quinta-feira mil euros à Liga Portuguesa Contra o Cancro, como resultado de uma venda de cachecóis alusivos ao movimento Outubro Rosa, de sensibilização para o cancro da mama.

A comitiva vizelense esteve representada no Porto pelos futebolistas Ivanildo Fernandes e Tomás Silva, bem como pelo presidente da SAD, Diogo Godinho, que realçou o "orgulho enorme" em associar-se à entidade fundada em 1941, com o propósito de apoiar os doentes e as famílias, de contribuir para a "prevenção do cancro" e de estimular a "formação e investigação em oncologia", refere o site oficial da instituição.

"Tenho de agradecer a todos aqueles que contribuíram. Este ato de ajudar deveria ser transversal a todos os clubes, porque têm muita visibilidade e conseguem chegar a um grande número de pessoas, às empresas e a todos os portugueses. Hoje estamos a ajudar, mas não sabemos o dia de amanhã e se vamos precisar desta ajuda", realçou o dirigente.

Já Ivanildo Fernandes assumiu ser "gratificante contribuir para uma causa tão nobre", tendo vincado que a iniciativa reflete o "espírito de solidariedade, união e entreajuda" do Vizela.

O defesa central de 25 anos comentou ainda os pontos perdidos nos últimos dois jogos, com Benfica (derrota por 1-0) e Famalicão (1-1), com golos sofridos ao minuto 90+8, tendo reconhecido que a equipa tem de "aprender pequenos detalhes" para resolver o problema e "minimizar o que possa acontecer no futuro".

Na época de regresso ao futebol português, após passagens pelos turcos do Trabzonspor e do Rizespor em 2019/20 e pelos espanhóis do Almería em 2020/21, o jogador formado no Estrela de Amadora, Casa Pia e Sporting confessou ainda o "sonho" de representar a principal seleção de Portugal, após ter competido pelas seleções jovens.

"Sonho com uma chegada à seleção principal, porque fiz parte das camadas jovens de Portugal, mas tenho de continuar a trabalhar. O caminho é longo e tenho de me focar", disse.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG