Ciclismo

Volta a Itália em bicicleta de 2018 vai começar em Jerusalém

Volta a Itália em bicicleta de 2018 vai começar em Jerusalém

O Giro de Itália de 2018 vai ter início, em 4 de maio, na cidade de Jerusalém, em Israel. A Organização de Libertação da Palestina manifestou-se contra esta inovação.

Mauro Vegni, diretor do Giro, disse que Jerusalém foi escolhida para acolher a prova devido à sua "história e singularidade".

"Um novo centenário começa para o Giro e com ele um novo bloco. É a primeira vez que é feito fora da Europa e a história e singularidade de Jerusalém são os motivos pelos quais escolhemos esta cidade para começar", disse Vegni.

A Organização de Libertação da Palestina (OLP) já se posicionou contra esta inovação. "Isto faz parte da campanha israelita geral de normalizar a ocupação e, no caso de Jerusalém em particular, a anexação ilegal de Jerusalém Oriental, incluindo a cidade antiga", declarou o porta-voz da OLP, Xavier Abdu Eid.

A 101ª edição da prova italiana inicia-se com um contrarrelógio (10,1 quilómetros), em Jerusalém, tornando-se a primeira grande prova de ciclismo a começar fora da Europa.

No dia seguinte, na segunda etapa, os atletas irão de Haifa até Telavive (167 quilómetros) e, por fim, na terceira tirada, os ciclistas vão de Beer-Sheva até Eilat, ao longo do Mar Vermelho.

O Giro de Itália é uma das três principais corridas de ciclismo, juntamente com a Volta à França e a Volta à Espanha, e são estimados para a prova cerca de 175 dos melhores ciclistas mundiais.

Outras Notícias