Ciclismo

Volta ao Algarve 2020 termina com contrarrelógio

Volta ao Algarve 2020 termina com contrarrelógio

A Volta ao Algarve de 2020, prova de categoria UCI ProSeries que se disputa entre 19 e 23 de fevereiro, terminará com um contrarrelógio individual, final inédito desde 2013, anunciou esta sexta-feira a Federação Portuguesa de Ciclismo.

A 46.ª edição da prova arranca a 19 de fevereiro, de Portimão, com uma longa tirada que termina em Lagos, onde se prevê uma chegada ao sprint. A segunda etapa ligará Sagres ao Alto da Fóia, em Monchique, ponto mais elevado do Algarve, com os corredores a terem de subir Alferce e Pomba, antes da Foia, uma escalada de oito quilómetros a 6,3% de inclinação média.

A terceira etapa, marcada para 21 de fevereiro, será uma nova oportunidade para os velocistas, num percurso com cerca de 200 quilómetros, entre Faro e Tavira. A quarta tirada vai ligar Albufeira ao Alto do Malhão (2,5 quilómetros, com inclinação média de 9,9%), com o circuito final, entre a primeira passagem no Malhão e o final da tirada, a ser mais curto do que o habitual, com cerca de 20 quilómetros.

A prova terminará com um contrarrelógio individual de 20,3 quilómetros, a disputar em Lagoa, no mesmo traçado que no passado recebeu a terceira etapa.

Em 2019, a Volta ao Algarve, prova que tem trazido o pelotão mais valioso a Portugal, foi ganha pelo esloveno Tadej Pogacar (UAE-Emirates).