Inglaterra

Wolves e Fulham empatam em duelo português, City e Arsenal vencem e lideram

Wolves e Fulham empatam em duelo português, City e Arsenal vencem e lideram

O Wolverhampton, de Bruno Lage, e o Fulham, de Marco Silva, não foram, este sábado, além de um nulo no encontro de portugueses na Liga inglesa de futebol, numa segunda jornada em que City e Arsenal são líderes provisórios.

No Molineux Stadium, valeu aos "wolves" o guarda-redes José Sá, que, aos 80 minutos, parou a grande penalidade apontada pelo sérvio Aleksandar Mitrovic, avançado que tinha sido há uma semana o herói (dois golos) no empate com o Liverpool (2-2).

Da marca dos 11 metros, o internacional sérvio rematou em força, mas não suficientemente junto aos postes, facilitando a tarefa a José Sá, numa equipa do Wolverhampton que teve ainda de início Rúben Neves, Pedro Neto e Daniel Podence.

PUB

Com o nulo no marcador, Lage mexeu na segunda parte, primeiro com a entrada de Gonçalo Guedes (57 minutos) e depois de Adama Traore e Nélson Semedo (78), mas uma falta de Nouri deixou o Fulham à beira da vantagem, desperdiçada no penálti, aos 81.

Para os "wolves", derrotados na ronda inaugural, é o primeiro ponto, enquanto do lado dos londrinos, campeões no Championship e que esta época regressam ao escalão maior, Marco Silva, que teve Palhinha a titular, soma o segundo empate, apesar do primeiro ter sido na receção ao candidato Liverpool.

Os primeiros jogos desta segunda jornada deixam para já o campeão Manchester City e o Arsenal na liderança, ainda que à espera da entrada em campo de outros rivais, depois de City golear o Bournemouth (4-0) e os "gunners" baterem o Leicester (4-2).

Em Manchester foi um jogo de sentido único, 'resolvido' com golos de Gundogan (19 minutos), De Bruyne (31) e Phil Foden (37) e um autogolo de Lerma (79), depois de um cruzamento do português João Cancelo.

O lateral foi titular, bem como Rúben Dias, no eixo da defesa, enquanto Bernardo Silva, de quem se diz estar muito perto de assinar pelo FC Barcelona, começou novamente no banco, e entrou aos 65, substituindo Haaland.

Os citizens passam a somar seis pontos, os mesmos de Arsenal, que parece renascido e capaz esta época de entusiasmar novamente os seus adeptos.

A equipa de Mikel Arteta tem em Gabriel Jesus (ex-Manchester City) um reforço de luxo, com o internacional brasileiro a marcar aos 23 e 35 minutos, enquanto Xhaka, aos 55, e Martinelli, aos 76, fizeram o 3-1 e 4-2, respetivamente.

Ao contrário de outras épocas, os "gunners" não se atemorizaram com a "ameaça" dos "foxes", a cada aproximar no marcador, graças a um autogolo de Saliba (53) - a desviar de Vardy -, e a um golo de Maddison (74).

No Arsenal, Cédric Soares não esteve nos convocados, nem Fábio Vieira, lesionado, bem como Ricardo Pereira, também a contas com uma lesão, no Leicester.

Nestes primeiros jogos do dia destaque também para os empates entre Brighton e Newcastle (0-0) e Southampton-Leeds (2-2), com os 'saints' a recuperarem de desvantagem de 0-2 (bis de Rodrigo), graças a golos de Aribo (78) e Walker-Peters (81).

Mais cedo, o confronto entre dois antigos e carismáticos médios ingleses, o Aston Villa, de Steven Gerrard, levou a melhor sobre o Everton, de Frank Lampard, ao vencer por 2-1, somando os primeiros pontos, enquanto os "toffees" têm duas derrotas.

No Everton, André Gomes está lesionado e Rúben Vinagre não saiu do banco.

Ainda hoje, também na segunda ronda, o Manchester United visita o Brentford, num jogo em que Dalot, Bruno Fernandes e Cristiano Ronaldo vão começar de início, enquanto os "grandes" Chelsea e Tottenham defrontam-se no domingo, e o Liverpool recebe na segunda-feira o Crystal Palace.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG