Ténis

Zverev e Barty seguem para a terceira ronda do US Open

Zverev e Barty seguem para a terceira ronda do US Open

O alemão Alexander Zverev, um dos favoritos à vitória no Open dos Estados Unidos, e a australiana Ashleigh Barty, número um mundial, passaram esta quinta-feira, sem dificuldade, para a terceira ronda em Nova Iorque.

O germânico, quarto colocado no "ranking" ATP, continua sem enfrentar um ponto de "break" no torneio norte-americano e impôs, uma vez mais, um elevado nível de jogo e derrotou o espanhol Albert Ramos-Vinolas em três rápidos sets, com os parciais de 6-1, 6-0 e 6-3, em apenas uma hora e 14 minutos.

Além de imperial no seu serviço, Zverev não concedeu nenhuma oportunidade de "break", nem ao norte-americano Sam Querrey, na ronda inaugural, nem ao atual campeão do Estoril Open, perdendo apenas oito pontos no seu primeiro serviço ao longo de seis sets.

"O meu serviço foi a chave do encontro, para mim. Quando funciona, jogo muito bem, quando não funciona perco jogos como aconteceu em Wimbledon. Não é segredo que o serviço é a pancada mais importante do meu jogo e estou contente pela forma como está a funcionar", confessou Alexander Zverev.

Garantida a qualificação para a terceira ronda, o alemão, medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 e campeão do Masters 1.000 de Cincinnati, que conquistou o seu 40.º triunfo esta época, o 13.º consecutivo, vai defrontar o vencedor do encontro entre o cazaque Alexander Bublik e o norte-americano Jack Sock.

Tal como o vice-campeão do Open dos Estados Unidos de 2020, após perder o título para o austríaco Dominic Thiem, o italiano Matteo Berrettini também garantiu a continuidade no quarto torneio do Grand Slam, mas precisou de quatro partidas para se impor ao francês Corentin Moutet, por 7-6 (7-2), 4-6, 6-4 e 6-3, ao cabo de três horas e 20 minutos.

Enquanto o número oito do mundo, semifinalista em Flushing Meadows em 2019, vai encontrar o bielorrusso Ilya Ivaska na terceira eliminatória, o seu compatriota Andreas Seppi (89.º ATP) bateu o jovem polaco Hubert Hurkacz (13.º ATP), de 24 anos, em quatro parciais, por 2-6, 6-4, 6-4 e 7-6 (8-6), e terá no alemão Oscar Otte o próximo obstáculo a ultrapassar.

PUB

Na competição feminina, Ashleigh Barty não encontrou grandes dificuldades para superar a jovem dinamarquesa Clara Tauson, de 19 anos, em duas partidas, por 6-1 e 7-5, e marcar duelo com Sorana Cirstea ou Shelby Roger, conforme quem sair vencedora deste desafio.

Assim como a australiana, de 25 anos, a suíça Belinda Bencic (12.ª WTA), medalha olímpica de ouro, eliminou rapidamente a italiana Martina Trevisan, com os parciais de 6-3 e 6-1, e aguarda pelo desfecho do embate entre Misaki Doi e Jéssica Pegula para conhecer a próxima adversária.

Já a polaca Iga Swiatek, campeã de Roland Garros, em 2020, e número oito do mundo, foi obrigada a trabalhos triplicados frente à francesa Fiona Ferro para, em três sets, por 3-6, 7-6 (7-3) e 6-0, garantir o regresso à terceira ronda, o seu melhor resultado em Nova Iorque.

A checa Petra Kvitova (11.ª WTA) fez-se valer, por sua vez, da sua maior experiência e currículo para afastar a compatriota Kristyna Pliskova, com os parciais de 7-6 (7-4) e 6-2, e assegurar a permanência numa prova em que já foi duas vezes quartofinalista (2015 e 2017).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG