Grécia

Milhares de manifestantes concentrados frente ao Parlamento grego

Milhares de manifestantes concentrados frente ao Parlamento grego

Milhares de manifestantes começaram a concentrar-se ao fim da tarde desta terça-feira em frente ao Parlamento grego, que vai debater uma moção de confiança no Governo.

Rodeado por forte dispositivo policial, este novo protesto foi convocado pelo movimento dos "indignados" gregos, que desde 25 de Maio promove um acampamento na praça central de Syntagma, em oposição às medidas de austeridade ditadas ao país pela União Europeia e Fundo Monetário Internacional.

O poderoso sindicato da Função Pública Adedy apelou para uma concentração paralela e no mesmo local para assinalar a oposição ao extenso pacote de privatizações exigido pela "troika" ao governo do Partido Socialista Pan-Helénico, precisou a AFP.

O primeiro-ministro grego, George Papandreu, pretende concretizar até ao final do mês o novo pacote de medidas que, além do início do processo de privatizações em sectores chave da economia, prevê novas reduções salariais e o aumento dos impostos.

A concessão da quinta tranche do empréstimo internacional à Grécia, que de momento ascende a um total de 120 mil milhões de euros, também está dependente da aplicação integral destas medidas.

Depois da remodelação ministerial na passada semana, Papandreu pediu um voto de confiança ao parlamento, que deverá ser votado durante esta noite de terça-feira.

Num discurso pronunciado no domingo e que abriu o debate parlamentar sobre a moção de confiança ao Executivo (que garante 155 dos 300 lugares do Parlamento), o primeiro-ministro também propôs um referendo para o próximo outono, destinado a rever a Constituição e promover "reformas radicais" num sistema estatal "disfuncional".