O Jogo ao Vivo

Economia

Adesão à greve na Scotturb superior a 80%

Adesão à greve na Scotturb superior a 80%

A greve iniciada esta quarta-feira às 3 horas por trabalhadores da empresa de transporte rodoviário Scotturb, que serve os concelhos de Sintra, Cascais e Oeiras, está a registar uma adesão superior a 80%, segundo fonte sindical.

De acordo com Luís Venâncio, da Federação dos Sindicatos dos Transportes Rodoviários (Festru), a adesão à greve de 24 horas desta quarta-feira é superior à de 3 de outubro, rondando entre os 80% e os 85%.

Durante o plenário de trabalhadores realizado, esta quarta-feira de manhã, em frente às instalações da empresa, em Cascais, os trabalhadores decidiram que, caso a empresa não se sente à mesa das negociações, vão avançar com uma nova greve de dois dias.

"Ficou decidido que, se em novembro a administração da empresa não responder às nossas exigências, vamos voltar à greve a 4 e 5 de dezembro. Nunca é fácil falar com esta administração. São cegos, surdos e mudos para os trabalhadores", disse o sindicalista.

A greve de 24 horas dos trabalhadores da Scotturb está a afetar a circulação dos transportes públicos rodoviários em Sintra, Cascais e Oeiras.

Os trabalhadores exigem atualizações salariais e melhores condições de segurança e de higiene, incluindo a instalação de cabines de proteção aos motoristas nas viaturas que circulam em "zonas identificadas como de maior risco".

Os trabalhadores reivindicam ainda que a empresa arquive um processo disciplinar levantado na sequência de um caso ocorrido durante a última greve, em 03 de outubro, no qual um funcionário está acusado de ter agredido outro que não aderiu à paralisação.

Os sindicatos afetos a esta área acusaram hoje a GNR de ter agredido o piquete de greve que tentava abordar os trabalhadores que não aderiram à greve.

No entanto, a GNR avançou que o piquete de greve tentou impedir a saída de autocarros das instalações da empresa.

A agência Lusa tentou contactar a administração da Scotturb, mas até ao momento ainda não foi possível obter informação sobre a greve.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG