Grécia

Alemanha não dá mais tempo à Grécia para implementar reformas

Alemanha não dá mais tempo à Grécia para implementar reformas

O ministro da Economia alemão, Philipp Roesler, rejeitou, este domingo, ceder aos apelos da Grécia para ter mais tempo para implementar as reformas económicas.

Roesler, o vice-chanceler alemão, defendeu que a Grécia tem de se restringir ao plano desenhado no acordo de resgate alcançado com os credores.

O primeiro-ministro grego disse sexta-feira à chanceler alemã Angela Merkel num encontro em Berlim que o seu país precisa de "tempo para respirar" antes de fazer todos os cortes orçamentais e reformas necessárias.

No entanto, Roesler insistiu, este domingo, numa entrevista de televisão que "tempo é sempre dinheiro".