Economia

Alterações ao fundo de resgate votadas do Parlamento alemão

Alterações ao fundo de resgate votadas do Parlamento alemão

As alterações ao fundo de resgate europeu serão votadas na quarta-feira pelo plenário do parlamento alemão, e não apenas pela comissão do orçamento, noticiaram hoje vários órgãos de informação germânicos, citando fontes do governo de Angela Merkel.

A decisão abrange também a chamada alavancagem do FEEF, para que seja possível utilizar os 440 mil milhões de euros do volume operativo do fundo de forma a obter empréstimos superiores a um bilião de euros, se necessário.

Este modelo consiste na concessão de garantias a investidores que comprem títulos da dívida pública de um país da zona euro de que receberão através do fundo uma determinada percentagem da verba aplicada através do FEEF, caso a dívida do estado em questão seja restruturada.

A votação em plenário, e não apenas na comissão do orçamento, já tinha sido exigida na sexta-feira pela oposição, mas foi rejeitada pelos grupos parlamentares dos democratas-cristãos e liberais, que sustentam o governo de centro-direita.

O líder parlamentar dos democratas-cristãos, Volker Kauder, justificou entretanto a mudança de atitude da sua bancada e da dos liberais com "o grande interesse público em redor do tema" das alterações ao FEEF.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG